Documentário “O PORTO AINDA SAMBA” é lançado e tem participação da Vizinha Faladeira 

Com lançamento previsto para o início de maio, “O Porto Ainda Samba” é o curta documentário que investiga as interseções do surgimento da região portuária com o nascimento do samba no Rio de Janeiro.

Realizado na Oficina de Criação em Vídeo da Ação da Cidadania, o documentário parte da história de três agremiações distintas: a escola de samba Vizinha Faladeira, e os blocos carnavalescos Cordão do Prata Preta e Escravos da Mauá, a fim de investigar a resistência cultural do samba e do Carnaval na região.

O filme resgata histórias antigas, como a do pandeiro com o qual o Senador Pinheiro Machado presenteou o músico João Machado Guedes, conhecido por João da Baiana, parceiro e amigo de Donga, Pixinguinha e Heitor dos Prazeres.

Thiago Viana – diretor cultural, Everaldo Casemiro – diretor artístico, Léo Torres – diretor musical, Joel Cabideiro e Paulo Careca – da Velha Guarda da Vizinha Faladeira, comentam sobre o famoso protesto nos anos 30 e a saga da escola, que hoje desfila na Estrada Intendente Magalhães e vem subindo de grupo, no intuito de voltar a desfilar na Marquês de Sapucaí.

Fábio Sarol, Bruno Muller e Orlando Rey do Cordão do Prata Preta explicam o contexto histórico do surgimento do bloco, no Centenário da Revolta da Vacina e do resgate do Carnaval de Rua na região.

Com argumento, pesquisa e roteiro da cineasta Bia Marques, “O Porto Ainda Samba” tem direção coletiva dos alunos Ana Paula Pereira, Eduardo Ferrera, Francisco de Assis Duarte, Hilanna Andrade, Israel Araújjo, Márcia Alves, Nico Silva, Pamuke Mbiyavanga Mbumba e Victor Porciúncula. 

Sinopse
A resistência do Samba na Pequena África. Interseções das histórias da ocupação da região portuária, com o surgimento do samba no Rio de Janeiro, os blocos de rua e a Vizinha Faladeira. 

DEIXE UM COMENTÁRIO