Djavan será homenageado pelo Grammy Latino

Djavan é um dos homenageados e representa o Brasil na premiação do Grammy Latino, que premia ainda Gato Barbieri, Pablo Milanés, Ana Bellen e Víctor Manuel, Ângela Carrasco e El Gran Combo de Puerto Rico

Djavan - Foto: Marcos Hermes
Djavan - Foto: Marcos Hermes

MAMI — A Academia Latina da Gravação®  acaba de anunciar os artistas homenageados com o Prêmio à Excelência Musical deste ano. Na edição de 2015 Djavan é o único brasileiro a receber a premiação, em meio a um grupo seleto de artistas da Espanha, Cuba, Argentina, República Dominicana, Uruguai, Porto Rico, Chile e Venezuela.

Os homenageados receberão o Prêmio em cerimônia para convidados, que acontece dia 18 de novembro, no KÀ Theatre do MGM Grand Hotel & Casino, em Las Vegas, como parte das festividades oficiais da semana da 16ͣ Entrega Anual do GRAMMY®Latino.

“É uma grande honra reconhecer e felicitar um grupo tão distinto e dinâmico de criadores desta arte infinita”, afirmou Gabriel Abaroa Jr., Presidente/CEO da Academia Latina da Gravação. “Suas realizações e a paixão por seu trabalho criaram um legado imortal. Seguramente continuarão tendo influência, tanto em nossa cultura como na indústria da música latina.”

“É uma alegria imensa receber esse prêmio que contempla a minha obra e toda a minha carreira. Eu quero agradecer a Academia por esse e por outros prêmios que já ganhei, pois eles representam grande motivação para o meu trabalho.” – Djavan

Os Prêmios à Excelência Musical são outorgados por votação do Conselho Diretivo da Academia Latina da Gravação a artistas de grande importância artística no campo da gravação..  

Ao emergir no movimento da Música Popular Brasileira, o cantor, compositor e músico Djavanelevou o gênero a um novo patamar com sua mistura de samba, pop, funk e jazz. O artista algoano gravou mais de 30 álbuns e compôs uma extensa lista de sucessos, hoje clássicos da música brasileira, como “Meu Bem Querer”, “Oceano”, “Se…”, “Faltando um Pedaço”, “Esquinas”, “Eu te Devoro” e “Serrado”. Suas canções já foram gravadas por inúmeros artistas, dentro e fora do Brasil, como Gal Costa, Caetano Veloso, Al Jarreau, Carmen McRae, Daniela Mercury e Ney Matogrosso.

O cantor, compositor e músico cubano Pablo Milanés é reconhecido como um dos fundadores do estilo de música conhecido como a nova trova cubana. No início da década de 1950, Milanés mudou-se para a capital cubana com sua família para estudar no Conservatório Municipal de Havana. Milanés lançou mais de 40 álbuns e colaborou com vários artistas de Cuba, Espanha e América Latina. “Yolanda” (já gravada em dueto com Chico Buarque) e “El Breve Espacio En Que No Estás” são dois dos seus hinos de todos os tempos que evocam o exercício poético de um homem que levou a música latina para um novo nível de criatividade e credibilidade que representa a essência da música cubana.

O saxofonista argentino Gato Barbieri é considerado uma lenda viva do jazz. Vindo de uma família de músicos, Barbieri começou a tocar profissionalmente ainda adolescente, dando origem a uma carreira de cinco décadas, cobrindo praticamente todo o panorama do jazz, incluindo o jazz livre (com o trompetista Don Cherry, em meados dos anos 1960), o avant-garde jazz e a música de cinema (O Último Tango em Paris), até sua última adoção de estilo influenciando a música latina. 

Os espanhois Ana Belén e Víctor Manuel atuaram e trabalharam juntos por mais de quatro décadas, gravando um sem número de canções, juntos e como solistas. Na década de 1980, a dupla alcançou sua popularidade máxima, não só na Espanha, mas em todo o mundo com “La Puerta de Alcalá”, que alcançou o número 1 por sete semanas apenas na Espanha. Em 2015, a dupla lançou seu mais recente álbum, Canciones Regaladas, que inclui canções escritas por Carlos Berlanga, Rubén Blades, Leonard Cohen, José Alfredo Jiménez, Billy Joel e Astor Piazzolla. 

Nascida na República Dominicana, Ángela Carrasco, filha do renomado músico e guitarrista Blas Carrasco, tem uma carreira de mais de 30 anos. Ángela desfrutou de seu primeiro sucesso na Espanha por seu papel como Maria Magdalena na adaptação espanhola de Jesus Cristo Superstar. No final da década de 1970, conquistou reconhecimento na América Latina, Estados Unidos e Europa, com sucessos como “Cariño Mío” e “Quererte a Ti”. Ao longo de sua carreira, Carrasco já gravou mais de 15 álbuns, mergulhando nos gêneros pop latino, rancheras e afro-caribenhos e recebeu inúmeros prêmios da música.

Formada em 1962 pelo pianista Rafael Ithier, a orquestra de música porto-riquenha de salsa El Gran Combo de Puerto Rico representa um dos grupos musicais mais bem sucedidos da ilha. El Gran Combo resume a elegância sóbria e um toque de jazz da salsa tradicional, o que realça a contribuição inestimável de Porto Rico à música latina. Em 2012, El Gran Combo comemorou seu 50 º aniversário com uma turnê mundial por todos os cinco continentes. El Gran Combo, Ithier e muitos membros fundadores continuam se apresentando ao redor do mundo

Prêmio do Conselho Diretivo: Este prêmio especial é outorgado por votação do Conselho Diretivo da Academia Latina da Gravação para indivíduos que fizeram contribuições significativas – excluindo interpretações – no campo da gravação durante suas carreiras. Este ano, ele foi outogardo a  Federico Britos, Humberto Gatica e Chelique Sarabia.

O violinista uruguaio Federico Britos é um dos profissionais com mais recursos musicais e é famoso em toda a América Latina. Britos começou a tocar violino aos cinco anos de idade, tem servido como principal intérprete, solista e maestro de algumas das mais renomadas orquestras sinfônicas de Cuba, Peru, Uruguai e Venezuela. Já trabalhou com uma variedade de músicos, incluindo Astor Piazzolla, Cachao, Bola de Nieve e Juan Luis Guerra. Como compositor, Britos escreveu e gravou inúmeras obras para orquestras, grupos de câmara, ballet e dança. Ele também compôs música para cinema, televisão e teatro.

O produtor musical e engenheiro de som chileno Humberto Gatica trabalhou com Celine Dion, Michael Jackson, Luis Miguel, Alejandro Sanz e Shakira, entre outros. Gatica pavimentou o caminho para uma nova geração de profissionais da América Latina e continua dando seu toque mágico em todos os seus projetos. Desde 2014, Gatica vem atuando como chefe do departamento de engenharia e produção de áudio no Isina, um programa de tutoria baseado em Los Angeles e que oferece a pessoas em todo o mundo a preparação necessária para que se sobressaiam na música através do estudo e prática.

Com um catálogo de mais de 1.000 músicas, incluindo o eterno hino latino “Ansiedad” (celebrizada por Nat King Cole), o compositor Chelique Sarabia tornou-se um homem do renascimento da cultura venezuelana. Um criador prolífico, Sarabia combina joropo com boleros, rancheras e jazz, criando um rico mosaico de pop atemporal.

DEIXE UM COMENTÁRIO