Dhu e Sandra cantam e contam

foto: Beti Niemeyer
foto: Beti Niemeyer

Bem antes de serem “as tais Frenéticas”, Dulcilene de Moraes (Dhu Moraes) e Sandra Pêra se conheceram em 1972, nos ensaios do musical POBRE MENINA RICA. O compositor Carlos Lyra assinava a direção, o texto e as músicas, compostas em parceria com Vinícius de Moraes. A identificação entre as duas foi imediata e, desde então, a amizade entre Dhu e Sandra segue rendendo frutos e projetos.

Com tantas histórias para contar e canções para cantar, surgiu a ideia de montar um espetáculo no qual Dhu e Sandra dividem histórias e passagens divertidas dos bastidores da música e do teatro, nesses mais de 40 anos de parceria. Com direção musical do guitarrista Mimi Lessa, amigo desde o início das Frenéticas, o show “Dhu e Sandra cantam e contam” chega ao palco do Solar de Botafogo dia 01 de Junho, quarta-feira, em única apresentação. O roteiro e a direção do show são do jornalista e escritor Rodrigo Faour.

“Sob a batuta, pulso e carinho do MIMI LESSA, fizemos um roteiro que inclui canções que cantávamos juntas e também as que não pudemos cantar na época”, conta Sandra Pêra.“Também pra mostrar o quanto continua sendo boa a companhia uma da outra”, finaliza.

O repertório traz hits como “Dancin Days”, “Perigosa”, “Aquarius” e “Vingativa”, clássicos da MPB como “Back in Bahia”e “Sabe Você”, além de canções mais recentes como “Ainda bem” (Marisa Monte/Arnaldo Antunes) e  “Eu vou fazer uma macumba ( Johnny Hooker )

A banda é formada por Pedro Peres (baixo), Guto Goffi (bateria), Paulo Esteves (teclados) e Mimi Lessa (guitarra e arranjos).

Sobre Dhu e Sandra
Dulcilene ou Leninha, como era conhecida, já cantora profissional de linda voz e uma gargalhada contagiosa, juntou-se a Sandra Pêra, na época com 17 anos, começando uma carreira de atriz que amava cantar e dançar. Juntas, além de gargalhadas a toa, elas praticavam a primeira e a segunda voz.

Depois de POBRE MENINA RICA veio JESUS CRISTO SUPER STAR, FRENÉTICAS e um laço para a eternidade, assim como com as outras integrantes, Regina, Lidoka, Edyr e Leila. Com o fim do grupo, as duas ainda trabalharam juntas no musical A ERA DO RÁDIO, O SHOW e em alguns shows esporádicos das FRENÉTICAS. Há  cerca de seis  anos, as duas vinham buscando formatar um show para contar e cantar um pouquinho dessas histórias de antes, durante e depois das FRENÉTICAS

Serviço:

Solar de Botafogo
Dia 01 de junho, 4a feira, as 21:00 hs no Solar de Botafogo.
Rua General Polidoro, 180 – Botafogo –  ( 21 ) 2543 5411.
ingressos R$ 50,00 ( meia R$ 25,00 )
Mais informações – Coringa Comunicação 2259-6042

DEIXE UM COMENTÁRIO