Demolidor: uma série sem medo. Ainda bem!

A Marvel vem realmente acertando em suas produções. Após se consagrar com filmes como “Homem de Ferro”, “Os Vingadores” e “Guardiões da Galáxia”, agora parece que estão indo para produções feitas exclusivamente para a televisão. “Agentes da Shield” estreou essa nova linha de produção e agora temos mais uma saga a ser contada, dessa vez do icônico “Demolidor – O Homem sem Medo”.

Produzida pela Netflix, Marvel e a ABC Studios,  a série é distribuída na forma de webseries, ou seja, apenas pela Internet. Vale falar que é dirigida por Drew Goddard, que tem em seu currículo produções como os excelentes “Cloverfield” (2008) e “O Segredo da Cabana” (2012).

Ao contrário da maioria do universo Marvel, Matt Murdock (Charlie Cox) não possui super força ou é capaz de voar ou escalar paredes;  é um advogado que protege a cidade de Nova York a noite, utilizando um disfarce e sendo chamado de O Demolidor (The Daredevil). Porém não é um ser humano comum, já que na infância sofreu um acidente com produtos tóxicos e perdeu sua visão, ou melhor, a “trocou” por sentidos aguçados que beiram à perfeição. Matt é capaz de ouvir e sentir cheiros a distâncias consideradas impossíveis para os seres humanos comuns, e possui treinamento em lutas, já que seu pai era um boxeador e o inspirou em praticar lutas.

Um dos pontos principais é que se passa no mesmo universo dos filmes das franquias, por sinal acontecendo após os eventos retratados em “Os Vingadores”.  Alguns fãs atentos irão perceber referências diversas aos eventos ocorridos.  Matt Murdock e Foggy Nelson (Elden Henson) são dois advogados recém formados, que abrem uma firma no conturbado bairro Cozinha do Inferno, em Nova York, tentando levar a vida protegendo pessoas que precisam dos seus serviços. Acabam encontrando Karen Page (Deborah Ann Woll), que começa a trabalhar com eles, começando uma história que embora não seja de grandeza galáctica, também afeta o universo Marvel.

DD03

É impressionante como a produção consegue retratar o clima dos quadrinhos, algo que já se tornou marca registrada da Marvel. Os fãs mais atentos irão perceber inúmeras referências e desdobramentos que irão acontecer ao longo da temporada. Além disso, é uma série de um personagem tipicamente humano, que ao contrário de outras, não derruba seus inimigos com apenas um soco. Podemos perceber no primeiro episódio a humanidade de Matt Murdock ao lutar com seus algozes: ele sangra, apanha e  consegue suas vitórias a muito custo.

Falando em lutas, as cenas de ação merecem destaque, pois temos takes interessantes e que mesclam diferentes efeitos, tentando fazer o espectador entender como funcionam os sentidos de Matt. A atmosfera da série é sombria, exatamente como deveria se esperar de uma história como essa. O roteiro é bem construído e sem flashbacks repetitivos a cada instante, mostrando apenas o necessário para entendermos um pouco da infância difícil de Matt.

Se as adaptações televisivas e cinematográficas da Marvel continuarem mantendo esse padrão de excelência, será difícil para as rivais superarem. Histórias bem amarradas, com repercussões ocorrendo além daquele universo, contando com personagens carismáticos, interpretados por ótimos atores.

DD01

Patrick "Rick" Ribeiro - Arquivista nas horas vagas. Viciado em Games, Cinema, Séries de TV e Livros. Escreve sobre games aqui pois acha que são a maior sopa cultural de todas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui