Dá no Coro faz show do novo CD “Cores do Brasil” na Sala Baden Powell

foto: Andrea Nestrea
foto: Andrea Nestrea

Após realizar apresentações em diversos municípios do Estado, grupo carioca de arte vocal retorna à capital com show do segundo disco de carreira,  de sofisticada produção gráfica, ilustrações do artista plástico Paulo Symões e arranjos inéditos para obras de grandes compositores brasileiros e do cancioneiro popular.

O ano começou bem agitado para o grupo carioca Dá no Coro, assim como foi em 2015. Após única apresentação, em janeiro, no Espaço Sergio Porto, eles farão novo show de lançamento do CD “Cores do Brasil” no próximo dia 18 de fevereiro, quinta-feira, na Sala Baden Powell, em Copacabana. A apresentação contará com as participações especiais do baixista Bruno Migliari e do percussionista Marco Lobo. O grupo de arte vocal e cênica volta ao cenário musical brasileiro após dois anos produzindo o novo álbum, desde quando entusiasmaram platéias multinacionais nos festivais franceses de arte vocal Polyfollia, Choralp e Choralies. Desde o ano passado, a extensa agenda de apresentações do novo disco, por todo o município e Estado do Rio, já passou por Paraty, Miguel Pereira, Teresópolis, Paty do Alferes, Barra de São João, Itaguaí, Rio das Ostras, Nova Friburgo, São João de Meriti, dentre outros. O projeto “Cores do Brasil” conta com o Patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, através do II Programa de Fomento à Cultura Carioca, da Secretaria Municipal de Cultura e também da Alfaparf, do Zona Sul e do Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet.

O novo álbum, com repertório autenticamente brasileiro e arranjos elaborados exclusivamente para o grupo por maestros especializados – André Protasio, Augusto Ordine, Flávio Mendes, Paulo Malaguti Pauleira, Zeca Rodrigues e Kodiak Agüero – reflete a total sinergia e vibração das apresentações ao vivo, somando às dezoito vozes o violão de Maurício Teixeira, as percussões de Jonas Hammar, e o contrabaixo de Pedro Sabino, além da participação especial dos percussionistas Marciano Silva, Mauro Ferreira e Naife Simões. 

O repertório do novo disco faz jus à diversidade cultural e rítmica brasileira, tão cara ao grupo, através da releitura de preciosidades do cancioneiro nacional, como Água de Beber (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), Lua Girou (Folclore Brasileiro da região de Beira-Rio, Bahia), Casa Forte (Edu Lobo), Caxangá (Milton Nascimento e Fernando Brant),Fantasia (Chico Buarque), Linha de Passe (João Bosco, Paulo Emílio e Aldir Blanc), Vapor da Paraíba (Vovó Teresa, do Jongo da Serrinha), Vera Cruz (Milton Nascimento e Márcio Borges), Tanta Saudade (Djavan e Chico Buarque) e Tuaregue Nagô (Lenine e Bráulio Tavares).

Um dos seus grandes diferenciais: o álbum traz obras do artista plástico Paulo Symões, que ilustram o encarte com dez postais de seus quadros, inspirados em cores e formas da Natureza. As obras do artista compõem também toda a programação visual do grupo neste momento, desde o CD, o site e todas as peças de divulgação, além de servirem como base para criação cenográfica, incluindo projeções. 

Biografia
Carioca e brasileiríssimo em sua abrangência de sotaques, o Dá no Coro trabalha não só com vozes – seu material artístico principal, mas também com percussões, violão, baixo e um forte trabalho cênico, incluindo danças e capoeira. Com direção de Sérgio Sansão e direção cênica de Jonas Hammar, o grupo apresenta, no repertório, sambas, jongos, maracatus, bossas novas, cirandas, baiões, toadas e um grande time de compositores brasileiros: Baden Powell, Chico Buarque, Djavan, Edu Lobo, Herbert Vianna, João Bosco, Lenine, Macau, Martinho da Vila, Milton Nascimento, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, além de preciosas canções folclóricas.

Formado há nove anos, o grupo reúne dezoito cantores e instrumentistas (violão, baixo e percussões) que desenvolvem um trabalho eminentemente vocal e performático, buscando refletir a diversidade cultural presente na sociedade brasileira e abraçando nossas raízes indígenas, europeias e, principalmente, africanas. No Brasil, o Dá no Coro já dividiu o palco com Dona Ivone Lara, Carlos Malta e Pife Muderno e Jongo da Serrinha. Em 2006 e 2011, fez apresentações na Argentina para logo em seguida realizar as apresentações e oficinas nos festivais franceses.

SERVIÇO:

18/02 – quinta – Dá no Coro lança o CD “Cores do Brasil” na Sala Baden Powell

Horário: 20h

Endereço: Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360, Copacabana 
Telefone: (21) 2548 0421
Bilheteria: de quarta a domingo, das 14h às 20h
Capacidade: 500 lugares

Classificação: Livre

Não possui estacionamento próprio 
Ingressos: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia

DEIXE UM COMENTÁRIO