Contos de Moçambique revelam conflitos e cultura do país africano

O domador de burros e outros contos é a primeira edição brasileira de um livro de Aldino Muianga, autor moçambicano renomado com contos publicados em Portugal, Suíça e França

CapaA Editora Kapulana tem a honra de apresentar a coletânea de contos de Aldino Muianga, vencedora do Prêmio Literário Da Vinci (Editorial Ndjira, Moçambique): O domador de burros e outros contos.

Nas sete narrativas da obra, percebe-se com clareza a intimidade de Muianga com a paisagem sobre a qual escreve, não apenas física, mas sócio-cultural. O conto que dá nome ao livro, por exemplo, apresenta descrição minuciosa do ambiente no qual os personagens estão inseridos, bem como seus costumes, ambições e valores.

O que mais a aflige é esta incontida vontade de atravessar estes horizontes que a manietam e asfixiam o desejo de conhecer mais e ser mais. As irmãs já lá andam, donas das suas vontades e condutoras dos seus destinos. E o exemplo delas que quer seguir, ir ao encontro da liberdade de escolher o seu futuro, de decidir ter o homem que amasse e com ele constituir o seu lar e a sua família. Desde há tempos que começou a abominar a vida neste desterro, onde nem opinião podia ter. As mulheres mais velhas, essas, não passavam de figuras obscuras, eternamente submissas aos caprichos do seu amo. Na mente, aos poucos, a ideia germina, cresce e ganha formas. Torna-se uma obstinação a ideia de partir

P. 93 e 94

Por fim, é o conflito que confere unidade às sete narrativas do livro: O Domador de Burros, O Totem, O Filho de Raquelina, O Estivador, A Rosa de Kariacó, Djossi, o Crocodilo e o Conto de Natal.

Para saber mais sobre o título e ler alguns trechos, acesse: http://www.kapulana.com.br.

Sobre o autor: Aldino Muianga nasceu em 1950, em Maputo (ex-Lourenço Marques), capital de Moçambique. Começou a escrever desde a adolescência, para o jornal do liceu onde estudava. A sua primeira publicação oficial foi o conto “A Vingança de Macandza” (1986), sob o pseudônimo Khambira Khambiray. Tem contos em antologias de Portugal, Brasil, Suíça, França e em revistas literárias de Moçambique. Foi coordenador da seção literária da revista SAPES (Zimbábue), colaborador da revista Charrua (Moçambique) e da revista ECO da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique). É mebro da AEMO (Associação dos Escritores Moçambicanos) e fundador da AMEAM (associação de Médicos Escritores e Artistas de Moçambique). Atualmente reside na África do Sul onde é médico-cirurgião e docente na Faculdade de Medicina da Universidade de Pretória. Desde seu primeiro livro em 1987 (Xitala-Mati) até hoje, teve 15 livros publicados, destacando-se “A Noiva de Kebera”, “A Rosa de Xintimana”, e “O domador de burros e outros contos”, agora editado no Brasil pela Editora Kapulana.

Sobre o ilustrador: Daniel Arsky Lombardi, conhecido como Dan Arsky, nasceu no norte do Paraná. Iniciou o curso de Direito e graduou-se em Editoração pelas Faculdades Integradas Rio Branco, de São Paulo, em 2015. Já ilustrou livros, escreveu crônicas para jornal, matérias jornalísticas para revistas, criou conceito visual para muitas empresas, produziu de zines independentes a revistas científicas, e também é fotógrafo.

Vozes da África: Trata-se de uma série de livros para todas as idades, de contos, poesia e romances de escritores de países africanos de língua portuguesa. A literatura africana, com poucos títulos no mercado brasileiro, é atualmente objeto de estudo nas instituições brasileiras de ensino fundamental, médio e universitário. Os livros são de autores consagrados e belamente ilustrados por artistas estrangeiros e brasileiros.

Editora Kapulana: A Editora Kapulana tem como lema produzir “Livros bons e belos”. Assim, em seus diversos segmentos, como Bilíngues, Vozes da África, Ciências e Artes e Intersecções Literárias, oferece aos leitores obras de alta qualidade presente tanto no conteúdo como na sua forma de apresentação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui