“Consertam-se Imóveis” reestreia na Sede das Cias

A montagem que concorre nas categorias melhor texto, para Keli Freitas, ao lado de Lorena Lima como melhor cenário, destacou-se entre os melhores espetáculos do primeiro semestre de 2015

Foto: Guga Millet
Foto: Guga Millet

Após estrear no Espaço Sesc – Sala Multiuso, numa bem-sucedida temporada,  o espetáculo “Consertam-se Imóveis” chamou a atenção da crítica entrando para a lista dos melhores espetáculos apresentados no 1º semestre do ano.

Concorrendo ao Prêmio CESGRANRIO 2015 nas categorias “melhor texto” para Keli Freitas e “melhor cenário” para Lorena Lima, a montagem reestreia na Sede das Cias, no centro da cidade, dia 22 de agosto, onde fica em cartaz de sábado a segunda-feira, 20h, até dia 21 de setembro.

A peça é fruto do reencontro artístico de Cynthia Reis, Eduardo Cravo, Jarbas Albuquerque, Raquel Alvarenga e Suzana Nascimento e do desejo de continuidade do trabalho iniciado com a primeira peça que os reuniu, “O que você gostaria que ficasse”, criada no Brecha Coletivo, sob a concepção e direção de Miguel Thiré, em 2012.

O grupo propõe agora uma circularidade de funções, ampliando o desenvolvimento de uma linguagem estética. Sendo assim, a direção de Cynthia Reis, também idealizadora do projeto, faz um mergulho inspirador ao universo de Julio Cortázar.

Mais propriamente a partir do conto “A Saúde dos Doentes”, do Cortázar, o texto de Keli Freitas flerta com o estranho e com o fantástico – muito presentes na obra do autor argentino, aproxima do cotidiano reflexões de ordens social, humana e filosófica, investiga os paradoxos nas relações humanas e seus artifícios a partir do poder que a palavra tem de remodelar a verdade, desestabilizando assim os lugares comuns da verdade e da mentira/ realidade dada e realidade construída. Traz à superfície farto material para a análise das contradições verificáveis num universo pertencente a todos: o sistema familiar.

SINOPSE
“Consertam-se Imóveis” conta a história de uma família cuja trama é firmemente entrelaçada, figurando no centro um nó fundamental: a mãe, idosa e enferma. Ao se verem diante de situações inesperadas e de um iminente colapso, todos os seus membros se articulam em desdobrados esforços para poupar a matriarca de sobressaltos que podem ser fatais. Com relativo êxito, este controle dura até que alguns acontecimentos escapam novamente do roteiro inicial, obrigando-os a investir toda a energia em empreender novas mudanças justamente para que nada mais mude.

FICHA TÉCNICA

Idealização e direção: Cynthia Reis
Texto: Keli Freitas
Elenco: Eduardo Cravo, Jarbas Albuquerque, Raquel Alvarenga, Suzana Nascimento
Cenário: Lorena Lima
Figurino: Bruno Perlatto
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Composição e direção musical: Federico Puppi
Orientação filosófica: Alexandre Mendonça
Fotografia: Guga Millet
Projeto gráfico: Raquel Alvarenga
Assessoria de imprensa: Minas de Ideias
Produção: Aline Mohamad, Cynthia Reis e Raquel Alvarenga
Realização: Tucanae Produções

SERVIÇO

Consertam-se Imóveis

Reestreia: 22 de agosto de 2015
Temporada: 22 de agosto até 21 de setembro de 2015
Local: Sede das Cias
Endereço: Rua Manoel Carneiro – nº 12 – Escadaria do Sélaron – Telefone (21) 2137 1271
Horário: Sábado, domingo e segunda-feira – 20h
Valor: R$ 30,00 (Inteira) – R$ 15,00 (Meia entrada)
Classificação: 14 anos
Gênero: Comédia dramática
Duração: 80 min
Capacidade: 60 lugares
Bilheteria: 1h antes do início do espetáculo

DEIXE UM COMENTÁRIO