Conheça a adaptação brasileira do romance Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

Escritora baiana Laís Rodrigues lança Primeiras Impressões, uma obra com narrativa surpreendente que vai encantar os mais críticos leitores

Os fãs de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, com certeza vão suspirar. A escritora baiana Laís Rodrigues adaptou o romance clássico, publicado pela autora inglesa no século XIX, para uma versão brasileira e contemporânea que não deixa nada a desejar.

Diferentemente da versão original, em que a história se passa na cidade fictícia de Meryton, em Hertfordshire, próxima a Londres, a trama de Primeiras Impressões tem a bela cidade de Búzios, no Rio de Janeiro, como cenário principal. É nesse lugar paradisíaco que Lizzie, uma das filhas da família Benevides, conhece Frederick Darcy, um belo político americano, mas, aparentemente, muito arrogante.

Darcy, que pertence a uma família americana conservadora, visita o Brasil acompanhado do amigo Charles Bing, dono de vários restaurantes exóticos em Nova York, e que deseja abrir um negócio em terras tupiniquins. A família de Frederick, formada por muitos políticos poderosos, tem grandes expectativas para o americano, as quais envolvem o Senado e, até mesmo, um futuro na Casa Branca. Extremamente cauteloso em relacionamentos, Frederick não se deixa envolver facilmente pelas mulheres. Ao menos, não até conhecer uma deslumbrante – e sarcástica – brasileira, que dificilmente se sente intimidada.

Já Lizzie, após quatro anos estudando em Boston com Jane, sua irmã mais velha, e Charlotte, sua melhor amiga, está a caminho de Búzios para passar uma temporada de férias com as irmãs e os pais, Antônio Augusto e Janaína, donos de uma famosa rede de pousadas na cidade. Ao contrário da irmã caçula, Lídia, cuja rebeldia lhe custou a expulsão de um colégio de freiras após ser flagrada em uma posição nada cristã com um rapaz, Lizzie é mais discreta e, principalmente, desconfiada, quando o assunto  é o sexo oposto.

Não sonhava com o príncipe encantado, pois acreditava que eles somente existiam em romances de Austen, das irmãs Bronte ou de Gaskell. Não havia um John Thornton no mundo real. Ele apenas vagava nos sonhos de jovens ingênuas.

Neste envolvente romance, a leitura flui bem e deixa qualquer um ansioso para descobrir qual será o destino das personagens, em especial do casal protagonista, Lizzie e Frederick Darcy. Em meio às cenas, o tema dos relacionamentos amorosos (e dos corações partidos que eles inevitavelmente geram) ganha destaque, assim como na obra original, comprovando que algumas coisas não mudam com o passar dos séculos:

Nada diminui o risco de se decepcionar. A decepção não é fruto somente da surpresa, mas também de expectativas não correspondidas. Acredito que este seja o verdadeiro problema do universo feminino: criamos os heróis, os príncipes, os deuses, e nos esquecemos de que todos os homens têm defeitos. Esta é uma regra absoluta. Então, se nossa esperança é a de que o nosso pretendente seja perfeito, vamos nos decepcionar cem por cento das vezes, pois uma coisa é certa: ele nunca será.

O livro promete cair no gosto do público que adora romances de ficção. Além de provocar uma reflexão sobre relacionamentos, a obra também mostra que as primeiras impressões que se têm em relação a alguém podem enganar. E, muitas vezes, de uma antipatia inicial pode surgir uma grande paixão. O enredo faz o leitor se questionar: “A primeira impressão realmente é a que fica?”.

É irônico que os dois sejam amigos agora, não? Eu tinha a impressão de que não haviam gostado um do outro, desde a primeira vez que se viram.

O curioso é que Primeiras Impressões era o nome original de Orgulho e Preconceito, mas Jane Austen acabou mudando de idéia na hora de publicá-lo.

Sobre a autora: Nascida em Salvador, Laís Rodrigues, também conhecida como LRDO,é escritora e advogada. É colaboradora do blog Mulheres Ventaneras e colunista do site Sempre Romântica. Começou a escrever em 2013, mesmo ano em que desenvolveu o blog de cinema LRDO. A autora teve o conto O Armárioselecionado pelo Prêmio SESC Machado de Assis para fazer parte de um livro que será lançado pela editora Record até o final deste ano.

Ficha Técnica
Páginas: 312 páginas
Formato: 14 x 21 cm
ISBN: 978-85-8113-349-2
Preço: R$ 39,00

DEIXE UM COMENTÁRIO