Companhia Italiana Motus se apresenta pela primeira vez no Rio de Janeiro

Espaço SESC - Dias 16 e 17 de maio, às 20h30

MDLSX (foto: Ilenia Caleo)
MDLSX (foto: Ilenia Caleo)

 

MDLSX, da companhia italiana Motus, dirigido por Enrico Casagrande e Daniela Nicolò, é o primeiro espetáculo solo interpretado pela premiada atriz Silvia Calderoni e celebra os dez anos de parceria dela com a Companhia. Será a primeira vez que a Motus se apresentará na cidade. No Espaço SESC, além das apresentações nos dias 16 e 17 de maio, os diretores da Companhia darão o workshop gratuito Diáspora furiosa, nos dias 13 e 14.

O espetáculo MDLSX, uma “performance-monstro”, é um lisérgico e solitário hino à liberdade de se transformar, de misturar os gêneros, de ser diferente para além das fronteiras do corpo, cor da pele, órgãos sexuais, de ser outro independente de uma nacionalidade imposta ou adquirida. Uma espécie de viagem musical e performática, um inclassificável Dj / Vj Set: uma mistura bizarra de textos e ícones ligados ao transgenerismo.“MDLSX pretende ir além das categorias – inclusive as artísticas. Acreditamos que SilviaCalderoni atingiu a maturidade (e capacidade) para encarar o palco sozinha, pela primeira vez. Suas próprias experiências biográficas, ligadas a uma androginia evidente, nos levaram a aceitar o desafio de tentar explorar em conjunto – também a seu pedido explícito – o tema do conflito entre feminino e masculino”, comentam os diretores.

No workshop Diáspora furiosa, Enrico Casagrande e Daniela Nicolò pretendem trabalhar a mudança de identidade – uma mudança de gênero, de faixa etária, ou mesmo a transformação de ser humano em planta, em animal etc. Os participantes devem levar para a oficina uma ideia da sua “nova identidade”, assim como objetos, roupas ou qualquer outra coisa que esteja conectada a esta transformação. Segundo Casagrande e Nicolò,  “Diáspora furiosa, uma citação de ‘Nós dizemos revolução’, de Paul B. Preciado – mencionado na performance MDLSX – , é a tentativa, algumas vezes desajeitada, de compartilhar um momento de fuga da sua própria imagem, idade, condição social, sexo… para se transformar, tornando-se outra coisa ou outra pessoa. Às vezes as mudanças pequenas criam grandes transformações. E é precisamente a partir destas pequenas mudanças, do estudo dos hábitos que o corpo tem de se mover de certa maneira, de se mostrar de certa maneira, de respirar de certa maneira, de sentir de certa maneira, que nós queremos explorar com os atores/participantes como romper os limites, como superar esses hábitos”.

MDLSX (foto: Diane Ilariascarpa)
MDLSX (foto: Diane Ilariascarpa)

Espaço SESC
(Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana – tel.2548-1088 )

Companhia Motus no Rio de Janeiro: co-produção Pig Produções e Atos de Fala

MDLSX

Com a Companhia Motus

Dias 16 (segunda) e 17/05 (terça), às 20h30.

Ingressos: R$ 20 /  R$ 10 (meia) /  R$ 5 (associado Sesc),

Classificação etária: 18 anos

Duração: 1h 20min

Lotação: 180 pessoas

Com Silvia Calderoni

Direção: Enrico Casagrande e Daniela Nicolò

Dramaturgia: Daniela Nicolò e Silvia Calderoni

Som: Enrico Casagrande, em colaboração com Paolo Panella e Damiano Bagli

Uma produção Motus 2015

Em colaboração com Parc de La Villette of Paris, Santarcangelo •15 Festival, L’arboreto – Teatro Dimora di Mondain

Workshop Diáspora furiosa
Dias 13, quarta-feira (10h às 14h), e 14/05, quinta-feira (15h às 19h).
Gratuito.
Inscrições:  Enviar carta de intenção para seleção para o email espacosesc.faleconosco@sescrio.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui