Como ensinar as crianças a serem solidárias com a dor do outro?

Em Leão com dor de dente não há quem aguente, Etna Lacerda mostra que a dor fica menor quando todos se ajudam

Que criança nunca fez manha na hora de escovar os dentes? No livro Leão com dor de dente não há quem aguente, da autora Etna Lacerda, o Rei Leão não gostava da tarefa, e acabou ficando com uma enorme dor de dente.

Os bichinhos da floresta nem ligaram, até ficaram felizes que o leão não sairia da toca por um tempo e as noites seriam mais tranquilas… ou pelo menos eles acharam que seriam. Durante noites seguidas, os bichinhos da floresta não conseguiram dormir com os urros de dor do Rei da Selva.

“Meus amigos, necessitamos sentir vontade de ajudar o rei leão, e não somente para o nosso sossego.
Se vocês 
estivessem sofrendo, gostariam de ser ajudados, não é mesmo?
Quem de nós nunca sentiu dor?”

Comovidos com o discurso do macaquinho, todos os animais se lembraram de momentos de dor pelos quais passaram e reconheceram que, nessas horas, todos precisam de ajuda. Assim, os bichinhos se uniram em busca de uma solução para a dor de dente do leão.

Com a escrita divertida de Etna e as ilustrações modernas de Rafael Sanches, Leão com dor de dente não há quem aguente trata da importância de cuidar dos dentes, mostra que não é preciso ter medo do dentista e traz uma grande lição de solidariedade com a dor dos outros.

Ficha Técnica:
Leão com Dor de Dente
ISBN: 978-85-8353-051-0
Formato: 27cm x 27cm
Páginas: 28
Preço: R$10,90

Sobre a autora:
Etna Lacerda é professora primária aposentada. O primeiro contato com a Doutrina Espírita foi aos dezesseis anos, através de uma  amiga, começando então a freqüentar a Juventude Espírita Abel Gomes ( JEAG ) e o Grupo Espírita André Luiz ( GEAL ) no bairro Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro.

Durante muitos anos, foi evangelizadora  na Escola Espírita de Evangelização Infantil Gamaliel adesa ao GEAL. Na ocasião, escreveu histórias infantis que foram contadas aos pequenos frequentadores.

Atualmente, reside na cidade de Olinda no Estado de Pernambuco. Frequenta o Centro Espírita André Luiz ( CEAL) e faz trabalho voluntário na livraria do mesmo. Com a inspiração dos amigos espirituais que a assistem, escreveu as seguintes histórias infanto-juvenis: Os Dois Franciscos (editado em 2010 pela FEB), Mel-Mel e Sem-Mel ( IDE-2011 ), Os Duendes e um Natal Diferente ( IDE-2012 ), A Rua Sem Nome ( FEB- 2013 ), O Girassol que não Acompanhava o Sol ( Boa Nova-2013 ), BIP-886 ( Boa Nova – 2015 ), Uma Páscoa Sem Ovos de Chocolate ( Boa Nova- 2016 ). É contadora de histórias e leva seu trabalho às Escolas Espíritas de Evangelização, hospitais, Feiras de Livros e demais eventos e Instituições que é convidada. Ama o que faz e é muito feliz por contribuir na formação moral cristã dos jovens e na divulgação da Doutrina Espírita.

DEIXE UM COMENTÁRIO