Commune Coletivo Teatral promove oficina e roda de conversa gratuitas na Casa da Gávea

Workshop será de improvisação com máscaras e mesa-redonda terá presença de Paulo Betti e dos argentinos Sonia Daniel e Sergio Osses

Augusto Marin e máscaras que serão usadas na oficina (foto: Marcella Meneguello)
Augusto Marin e máscaras que serão usadas na oficina (foto: Marcella Meneguello)

O Teatro Commune vai oferecer, gratuitamente, uma oficina de improvisação com máscaras cômicas e uma roda de conversa sobre dramaturgia, o público e o apoio ao teatro independente no Brasil e na Argentina. Ambos acontecerão no dia 27 de fevereiro (sábado), na Casa da Gávea. A oficina será das 9h30 às 13h30 e o oficineiro, o ator e diretor do Commune, Augusto Marin. 

Já a mesa-redonda, que será das 15h às 17h, contará com a participação de Paulo Betti, Sonia Daniel (diretora e dramaturga do Centro Cultural María Castaña, de Córdoba/Argentina), Sérgio Osses (diretor do Centro Cultural María Castaña), Ana Lucia Ribeiro Pardo (atriz, jornalista, professora e curadora do Ciclo Teatralidades do Humano), Gustavo Paso (diretor teatral da Cia Epigenia/RJ e criador da Associação de Produtores Teatrais  – APART), Rodrigo Marnet (ator, produtor da Cia de Teatro Oásis/RJ) e Augusto Marin.

A oficina
A oficina objetiva a apresentação dos processos e método de criação da cena por Dario Fo (com a apresentação de vídeos) e a criação de cenas a partir da improvisação dos atores com as máscaras de Commedia dell Arte, dentre elas, a de Pantaleão, Arlecchino, Briguella, Dottore, Capitano, Scaracco, Razullo, Franceschina e Ragonda. Ao final, os alunos apresentarão cenas cômicas em duplas ou trios.

“O treinamento com as máscaras  visa estimular a imaginação criativa do intérprete, ator ou não ator, aliando a isso a economia gestual e a teatralidade. Ao esconder o rosto, a máscara revela toda a expressividade corporal. Quando veste a máscara, o intérprete pode, de fato, substituir a sua identidade pessoal por outras. Destaca-se a importância da máscara no trabalho de expressão e comunicação e na relação direta com o público”, afirma Marin.

Currículo do Oficineiro – Augusto Marin é formado pela UNICAMP e mestre em artes cênicas pela ECA/USP com o mestrado Arlecchino na Dramaturgia Performativa de Dario Fo, tendo pesquisado “O Arlecchino na Dramaturgia Performativa de Dario Fo, pelo Premio Myriam Muniz da Funarte; os processos criativos de Dario Fo e sua relação com a Commedia Dell Arte e o Teatro Medieval, além de ter acompanhado o mestre italiano em Milão e Romaem  2000. Dirigiu “O Arlecchino” e “Nem Todo Ladrão vem para Roubar”, de Dario Fo; “O Mentiroso”, de Goldoni; “A Greve das Pernas Cruzadas”, baseado em “A Greve do Sexo”, de Aristófanes; “Anti-Comics, Desconstruindo os Super-heróis”, entre outros.

A Roda de Conversa

O tema da roda de conversa será “

A Dramaturgia, o Público e o Apoio ao Teatro Independente no Brasil e na Argentina”. O objetivo é discutir e refletir sobre questões relativas à dramaturgia, a relação com  o público e a manutenção e preservação dos teatros independentes no Brasil e Argentina em meio a atual crise econômica. Serão abordados tópicos como possibilidades de intercâmbio e parcerias entre Brasil e Argentina – em especial com apoio do IBERSCENA, que viabilizou o projeto “Anti- comics – desconstruindo Super-heróis” – e também a lei que estabelece a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) aos imóveis que são ocupados por teatros e espaços culturais em São Paulo.

SERVIÇO

Oficina: “Commedia Dell Arte e O Teatro de Dario Fo” – improvisação com máscaras cômicas

Data: 27 de fevereiro
Horário: das 9h30 às 13h30
Local: Teatro Casa da Gávea
Endereço: Praça Santos Dumont, 116, Gávea
Inscrição: enviar breve currículo com foto para marin@commune.com.br
20 vagas
Gratuita
Público-alvo: atores, atrizes, artistas do corpo, encenadores e estudantes
Classificação: 13 anos

Roda de conversa: “

A Dramaturgia, o Público e o Apoio ao Teatro Independente no Brasil e na Argentina”

Data: 27 fevereiro
Horário: das 15 às 17h

Participantes: Sonia Daniel (diretora e dramaturga do Centro Cultural María Castaña, de Córdoba/AR); Paulo Betti (ator, diretor e criador da Casa da Gávea); Sérgio Osses (diretor do Centro Cultural María Castaña); Ana Lucia Ribeiro Pardo (atriz, jornalista, professora e curadora do Ciclo Teatralidades do Humano); Gustavo Paso (diretor teatral da Cia.Epigenia/ RJ e criador da Associação de Produtores Teatrais (APART); Rodrigo Marnet (ator, produtor da Cia de Teatro Oásis/RJ) e Augusto Marin (ator, diretor do Teatro Commune e membro da Rede de Teatros Independentes de São Paulo).

Local: Teatro Casa da Gávea
Endereço: Praça Santos Dumont, 116, Gávea
Gratuita
Não é necessário se inscrever

DEIXE UM COMENTÁRIO