Cartazes do século XX retratam como o Rio de Janeiro era apresentado para os turistas como destino de viagem

Exposição revela as paisagens selecionadas por companhias aéreas e marítimas para representar as belezas da cidade

Cartazes originais eram pintados à mão por artistas 

Por muitos anos, o Rio de Janeiro foi a porta de entrada para a América Latina para os viajantes que vinham da Europa e dos Estados Unidos. Para conquistar cada vez mais novos turistas, as companhias marítimas e aéreas usavam as belezas da cidade como artifícios: contratavam artistas que pintavam as paisagens paradisíacas em cartazes convidativos, divulgados mundo afora.

A partir do dia 17 de novembro, o público vai poder conhecer mais sobre essa história na exposição “Rio de Janeiro como Destino – Cartazes de viagem, 1910-1970 Coleção Berardo”. A curadoria é de Marcio Alves Roiter, do Instituto Art Déco Brasil, e de Paulo Knauss, do Museu Histórico Nacional.

A mostra traz 40 cartazes, que levaram 40 anos para serem reunidos. Encontrados em diversos pontos do mundo, sobretudo Paris, Londres e Nova York, onde o colecionismo estimula leilões, galerias e especialistas, os exemplares pertencem à Coleção Berardo.

O Rio de Janeiro sempre foi – e permanece até hoje – uma das cidades mais desejadas pelos turistas de todo o mundo. Além de suas belezas naturais, há todo um imaginário sobre as festas, as tradições culturais e a vida artística da cidade. Nas primeiras décadas do século XX, numerosas edições de cartazes e também de cartões-postais foram produzidas para levar o espírito do Rio para outras cidades e países.

“Eram companhias estrangeiras, na maioria – com a exceção da Panair e da Varig, claro -, ‘vendendo’ o Rio para seus conterrâneos ou não. Isso fica claro nos diferentes idiomas utilizados nos cartazes, que nem sempre acompanham a origem da companhia aérea ou marítima”, explica Marcio Alves Roiter, curador da mostra e também diretor do Instituto Art Déco Brasil.

Cartaz

Serviço

Datas: 17 de novembro de 2015 a 17 de janeiro de 2016.
Horário: 3ª a 6ª feira, das 10h às 17h30m. Aos sábados, domingos e feriados (exceto Natal e Ano Novo), das 14h às 18h.
Local: Museu Histórico Nacional (Praça Marechal Ancora s/nº, Centro)
Ingresso:  R$ 8. Entrada grátis aos domingos.

Seminário
A exposição será aberta com o seminário História, Viagem e Turismo, nos dias 16 e 17 de novembro, que reunirá especialistas como o escritor Ruy Castro e Alastair Duncan, autor de mais de 30 livros sobre Art Nouveau e Art Déco.

Programa

16 de novembro (segunda-feira)
9h – Inscrições
10h – Abertura
10h30m – Conferência

• A Arte do Cartaz – Alastair Duncan, especialista em Art Nouveau e Art Déco, autor de mais de 30 livros no assunto/ Nova Iorque

11h45h – Abertura da exposição
14h – Mesa 1 – A cidade dos navios e aviões

• Os navios da cidade – Armando de Senna Bittencourt – Diretoria de Patrimônio Histórico e Documental da Marinha do Brasil e IHGB

• A cidade do porto e do aeroporto – Carlos Fernando Andrade – urbanista, CAU-RJ

• Modos de ver o Rio de Janeiro: do convés e da cabine – Paulo Knauss – UFF e MHN

• Lembranças da Panair: voando no Rio de Janeiro – Daniel Leb Sasaki – jornalista

17 de novembro (terça-feira)
9h – Conferência

• Viagem e os objetos da cidade – Marcio Alves Roiter / Instituto Art Déco Brasil

10h15m – Mesa 2 – A cidade da viagem

• Viagem de turismo na história do Rio de Janeiro – Hernan Venegas / UNILA

• Viagem de imigração para Rio de Janeiro – Fabio Koifman / UFRRJ

• Comer a bordo: cardápios de viagem na coleção do MHN – Maria Isabel Lenzi /Casa Geyer-Museu Imperial

12h – Almoço

14h – Mesa 3 – A viagem e as imagens da cidade

• Viagem e a publicidade do Rio de Janeiro – João de Souza Leite, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)

• Viagem e o Rio de Janeiro no cinema – Tunico Amâncio / UFF

• Rio da “Noite do Meu Bem” – Ruy Castro – jornalista

15h45m – Encerramento

As inscrições para assistir ao seminário são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.riocomodestino.com

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui