Carolina Maria de Jesus – Diário de Bitita

foto: Dalton Valério
foto: Dalton Valério

A atriz Andréia Ribeiro estará no II Festival Midrash de Teatro, no Leblon, no dia 25 de julho, às 19h, com a peça Carolina Maria de Jesus, Diário de Bitita, texto e direção de Ramon Botelho. A peça segue o fluxo de memória da escritora mineira Carolina Maria de Jesus, refaz os passos da infância miserável até o lançamento do seu primeiro livro.  Uma história surpreendente e inspiradora: A menina, que estudou apenas dois anos do primário, virou uma grande escritora publicada em mais de 60 países. Em cena, Carolina cata papel nas ruas de São Paulo para sustentar a família. As coisas encontradas fazem lembrar os acontecimentos marcantes de sua trajetória, que fizeram dela um exemplo de superação e de sua obra um libelo contra a opressão, a intolerância e qualquer forma de discriminação e preconceito de raça e gênero.

Carolina deixou uma obra impactante que inclui romance, poesia, teatro e canções, dando voz a uma parcela da sociedade geralmente esquecida. Hoje é estudada e referenciada em todo mundo. Ela foi incluída na Antologia de Escritoras Negras publicada em 1980 pela Random House de Nova York e no Dicionário Mundial de Mulheres Notáveis, publicado em Lisboa por Lello& Irmão. Carolina faleceu em São Paulo em 1977.

A autora foi interpretada nos anos 60 por Ruth de Souza no teatro e por Zezé Mota na televisão em adaptações da obra “Quarto de Despejo”. Agora a atriz Andréia Ribeiro dá vida à personagem nessa montagem inédita de “Diário de Bitita”, que tem adaptação e direção de Ramon Botelho e assistência/contribuição textual de Gabriela Buono Calainho.

A peça estreou nacionalmente na Semana da Consciência Negra em novembro de 2015 no Teatro Municipal de Uberlândia, MG, com apoio da Prefeitura Municipal e do Instituto Algar e parcerias com as ONGs mineiras Mulheres de Ébano e Sinhá Recicla. No dia 25 no Midrash fará sua primeira apresentação no Rio de Janeiro.

A atriz
Formada em teatro pela CAL e pós-graduada em Preparação Corporal nas Artes Cênicas da Escola Angel Vianna. Andréia Ribeiro é atriz, pesquisadora e produtora.

Durante 3 anos fez parte do Grupo Muito Prazer dirigido por Márcio Vianna. Com o grupo fez os espetáculos “O Último Bolero” e “A Farra dos Atores”. Produziu e atuou nas peças “Retalhos para um Recital” baseado na obra de Adélia Prado (2001) e “Memorial” (2007), dentre outras.

Em televisão interpretou Zita na minissérie “Memorial de Maria Moura” (1994), fez também “Chiquinha Gonzaga”, as novelas “Mulheres Apaixonadas” (Globo) e “Vitória” (Record), “Mandacarú” e “Tocaia Grande” na Manchete e protagonizou o episódio “Sandra Cristina” do programa Linha Direta da Rede Globo.

Em Cinema participou do curta “Pretérito Imperfeito” de Renata Dias Gomes, “Nossas Senhoras Meninas” com direção de Jorge Coutinho e “Madalena” de Gisah Ribeiro.

Serviço

Midrash – Rua General Venâncio Flores, 182 – Leblon

25 de julho

19 horas
Ingressos : R$ 40,00 (inteira)

DEIXE UM COMENTÁRIO