Cantoria no Teatro Raul Cortez com o menestrel Cirinho Rio Doce no show ” A tragédia de Mariana (MG) e a seca do Rio Doce”

Um show emocionante,cativo e cultural com letras bem pensadas e que abordam temas culturais, a tragédia do Rio Doce e Maiana (MG), o amor e a natureza, o Teatro Raul Cortez , em Duque de Caxias (RJ) recebe no dia 22 de Setembro o cantador Cirinho Rio Doce que canta dentro do ” Projeto O Canto do Vale do Rio Doce”.

Considerado pela crítica o maior cantador do Vale do Rio Doce, Cirinho Rio Doce nasceu em Colatina, , sendo jornalista e trabalhado em grandes jornais capixabas, como A Gazeta e A Tribuna. O artista é ainda pintor abstrato e escritor.

A música do artista é uma viagem na cultura popular e do meio ambiente sendo de sua autoria canções como ” Caboclo pescador”, “Turmalina Turmatilde”, ” Nas barrancas do Rio Doce”, ” Catadora de café”, ” Trem de Minas”, ” Na casa do bom homem quem não trabalha não come”, entre outras”. Cirinho conta com 4 discos gravados,todos independentes.

O Projeto O Canto do Vale do Rio Doce já recebeu vários artistas convidados de Cirinho, como o roqueiro Lobão (Show beneficente as vítimas do Rio Doce”) , Dalto, Tunai, Paulinho Pedra Azul, Cláudio Nucci, Violeiro Chico Lobo, Pedro Sampaio e Sérgio Di Ramos .

TRAGÉDIA DO RIO DOCE – Morador há anos em uma ilha do Rio Doce, próximo as divisas de Minas Gerais e do Espírito Santo, Cirinho conhece bem a tragédia que aconteceu ano passado, quando milhares de toneladas de lama atingiram o manancial: ” Diz um ditado popular que diz que o mal nunca vence o bem,pode durar, mas não vence,nunca. Olhando por esse lado, posterior a tragédia foi uma aula as pessoas que dependem, dele sobre metais pesados, espécies de peixes, animais anfíbios e terrestres. Antes, as pessoas viam o Rio Doce e não sabiam de sua importância para elas,depois da tragédia da Samarco, todos sabem e querem o seu rio de volta”, disse o artista.

Conforme Cirinho, há anos ele canta os problemas que afetam o Rio Doce . ” Não oportunistas, quem acompanha minha carreira sabe que venho há tempos alertando sobre a seca e o surgimento de centenas de areais e sumiços de espécies nativas devido a ação do homem”, concluiu.

O envolvimento de artista e tanto que seus filhos se chamam Fauna,Flora, Brisa e Luá,e,suas nestas, Pétala e Aurora.

HORAS: 20
16 ANOS
MEIA:R$ 10
INTEIRA: R$ 20,00
Tearo Raul Cortez
Duque de Caxias

DEIXE UM COMENTÁRIO