A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 30 de agosto a 11 de setembro (terça-feira a domingo), a Mostra de Cinema Alumbramento, com entrada gratuita. Entre longas, médias e curtas-metragens, a programação conta com mais de 30 filmes do coletivo cearense que completa dez anos de trajetória. Às quintas-feiras, além das projeções, o público vai poder participar de encontros com os realizadores e especialistas em audiovisual, para debater sobre os desafios e as conquistas das novas formas de produção. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Entre os destaques da mostra está a ficção Estrada para Ythaca, produzido em 2010 com a direção de Luiz Pretti, Guto Parente, Ricardo Pretti e Pedro Diógenes. O drama conta a história de um grupo de amigos em luto que, após uma noite de bebedeira, decide viajar até a cidade natal do colega que perderam. Estrada para Ythaca participou de mais de 15 festivais nacionais e internacionais e foi eleito o melhor filme na 13ª Mostra de Cinema de Tiradentes, tanto pelo Júri da Crítica como pelo Júri Jovem.

Outro destaque é a produção O Rio nos pertence (2013). Exibida no 42º Festival Internacional de Cinema de Rotterdam, na Holanda, a ficção fala sobre as paranoias e os sonhos de Marina, uma carioca que, ao receber um cartão postal misterioso, volta ao Rio de Janeiro depois de dez anos morando fora da cidade. O elenco é formado por Leandra Leal, Mariana Ximenes e Jiddu Pinheiro, com direção e roteiro de Ricardo Pretti.

Na lista de documentários, está Sábado à noite, de Ivo Lopes. Produzido em 2007, o primeiro longa do coletivo mostra de forma conceitual o cotidiano de uma noite de sábado em Fortaleza (CE), exibindo os diferentes ritmos da cidade que vão desde uma rua escura e silenciosa até os agitos dos bairros mais boêmios. Sábado à noite foi vencedor dos prêmios de Melhor Filme pelo Júri Jovem da 11ª Mostra de Cinema de Tiradentes; Melhor Experimentação: Dispositivo do Cine Esquema Novo 2008 – Festival de Cinema de Porto Alegre; e do Prêmio Caríssima Liberdade da 8ª Mostra do Filme Livre. A Mostra de Cinema Alumbramento 2016 é uma realização do Instituto AguaBoa Cultural.

Sobre a Alumbramento:
A produtora Alumbramento surgiu no ano de 2006, reunindo um grupo de jovens artistas em Fortaleza (CE), que compartilhavam o desejo de produzir arte em diálogo com as mais diversas linguagens, colocando como questão central a produção criativa de imagens no cinema e nas artes visuais.

Com mais de 40 filmes produzidos, entre documentários e ficções de curta, média e longa durações, o coletivo realizou mostras no Peru, na Cinemateca Francesa e também em Fortaleza e Belo Horizonte, além de já ter participado de importantes festivais de cinema, como o de Tiradentes e o do Rio de Janeiro.

Formada pelos cineastas Caroline Louise, Guto Parente, Ivo Lopes Araújo, Pedro Diógenes e os irmãos gêmeos Luiz e Ricardo Pretti, a Alumbramento vem conquistando prêmios, no Brasil e no mundo, mostrando que é possível fazer cinema de qualidade de forma autoral e independente, fora do eixo Rio/São Paulo.

“O que nos une é a vontade de criar juntos. Somos artistas e queremos viver da nossa arte. Acreditamos na possibilidade de se existir nesse mundo podendo se dedicar à criação e à construção de obras consistentes, apaixonadas e realmente significativas. Arrisquemos uma possível definição para a Alumbramento: viver a utopia”, o grupo se autodefine em seu site www.alumbramento.com.br.

Programação:

30 de agosto (terça-feira)

17h30 – Às vezes é mais importante lavar a pia do que a louça ou simplesmente Sabiaguaga (2006), de Luiz Pretti e Ricardo Pretti, Brasil, 18min, Livre + A noite(2007) de Ythallo Rodrigues, Brasil, 20min, Livre + Anymore (2008), de Mariana Smith, Brasil, 13min, Livre.

19h – Sábado à noite (2007), de Ivo Lopes, Brasil, 62min, Livre.

31 de agosto (quarta-feira)

17h30 – Passos no silêncio (2008), de Guto Parente, Brasil, 17min, Livre + Cartaz (2008), de Luiz Pretti e Ricardo Pretti, Brasil, 6min, 12 anos + Rua Governador Sampaio (2009), de Victor de Melo, Brasil, 13min, Livre.

19h – Banho de Açude (2009), de Ivo Lopes Araujo, Brasil, 10min, 12 anos + Rumo (2009), de Luiz Pretti e Ricardo Pretti, Brasil, 40min, 14 anos.

1 de setembro (quinta-feira)

17h30 – Casa da vovó (2008), de Victor de Melo, Brasil, 24min, Livre + Miúdos (2008), de Pedro Diógenes, Brasil, 13min, Livre + Longa vida ao cinema cearense(2008), de Luiz Pretti e Ricardo Pretti, Brasil, 11min, 12 anos

19h – Debate 1 – O Cinema fora do Mercado, mediação de Juliano Gomes,  com Allan Ribeiro, Gabriel Sanna, Helena Lessa, Gabriela Rizo,

2 de setembro (sexta-feira)

17h30 – O mundo é belo (2010), de Luiz Pretti, Brasil, 8min, Livre + A amiga americana (2009), de Ivo Lopes e Ricardo Pretti, Brasil, 19min, Livre + Dizem que os cães vêem coisas (2012), de Guto Parente, 12min, Livre.

19h – Estrada para Ythaca (2010), de Luiz Pretti, Guto Parente, Ricardo Pretti e Pedro Diogenes, Brasil, 70min, Livre.

3 de setembro (sábado)

17h30 – Supermemórias (2010), de Danilo Carvalho, Brasil, 20min, Livre + Cidade desterro (2009), de Gláucia Soares, Brasil, 15min, Livre + O amor nunca acaba(2012), de Luiz Pretti e Ricardo Pretti. Brasil, 20min, 14 anos.

19h – Os monstros (2011), de Luiz Pretti, Guto Parente, Ricardo Pretti e Pedro Diogenes, Brasil, 82min, 12 anos.

4 de setembro (domingo)

17h30 – As corujas (2009), de Fred Benevides, Brasil, 21min, 12 anos + Odete (2012), de Ivo Lopes Araujo, Clarissa Campolina, Luiz Pretti, Brasil, 16min, 12 anos + Eu, turista (2010), de Guto Parente, 17min, Livre.

19h – No lugar errado (2011), de Luiz Pretti, Guto Parente, Ricardo Pretti e Pedro Diogenes, 70min, 16 anos.

6 de setembro (terça-feira)

17h30 – Retrato de uma paisagem (2012), de Pedro Diógenes, Brasil, 32min, Livre + Meu amigo mineiro (2012), de Victor Furtado e Gabriel Martins, Brasil, 23min, Livre.

19h – Medo do escuro (2015), de Ivo Lopes Araújo, Brasil, 62min, 12 anos. Sessão com acompanhamento musical ao vivo.

7 de setembro (quarta-feira)

17h30 – Fim de semana (2014), de Pedro Diógenes e Ivo Lopes Araújo, Brasil, 25min, Livre + Flash happy society (2009), de Guto Parente, Brasil, 08min, Livre +Guardo na lembrança para nunca desistir (2016), de Ivo Lopes Araujo, Brasil, 30min, Livre.

19h – Com os punhos cerrados, de Luiz Pretti, Ricardo Pretti, Pedro Diógenes, Brasil, 74min, 16 anos.

8 de setembro (quinta-feira)

17h30 – Linz – quando todos os acidentes acontecem (2013), de Alexandre Veras, Brasil, 82min, Livre.

19h – Debate 2 – Formas de Resistência No Cinema Brasileiro, mediação de  Isaac Pipano, com Hernani Heffener, Aline Portugal, Daniel Caetano, Fred Benevides e Julia Mariano.

9 de setembro (sexta-feira)

17h30 – O porto (2013), de Luiz Pretti, Ricardo Pretti, Julia de Simone e Clarisse Campolina, Brasil, 21min, Livre + Não estamos sonhando (2013), de Luiz Pretti, Brasil, 12min, Livre + Fort Acquario (2016), de Pedro Diógenes, Brasil, 7min, Livre.

19h – A misteriosa morte de Pérola (2014), de Guto Parente, Brasil, 62min, 12 anos.

10 de setembro (sábado)

15h30 – O uivo da gaita (2013), de Bruno Safadi, Brasil, 75min, 16 anos.

17h30 – O Rio nos pertence (2013), de Ricardo Pretti, Brasil, 75min, 14 anos.

19h30 – O fim de uma era (2014), de Bruno Safadi e Ricardo Pretti, Brasil, 70min, Livre.

11 de setembro (domingo)

17h30 – Aracati (2015), de Julia de Simone e Aline Portugal, Brasil, 62min, Livre.

19h – Doce Amianto (2013), de Guto Parente e Uirá dos Reis, Brasil, 70min, 16 anos.

 

Serviço:

Mostra de Cinema Alumbramento

Entrada franca

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)

Informações: (21) 3980-3815

Data: 30 de agosto a 11 de setembro de 2016 (terça-feira a domingo)

Horários: Consultar programação

Lotação: 80 lugares (mais três para cadeirantes)

Classificação Indicativa: Consultar programação

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

DEIXE UM COMENTÁRIO