Brasilidade na coquetelaria

Brigite´s apresenta a segunda edição do Guest Bartender com drinques inéditos que valorizam a aguardente nacional

Leo-Black (Divulgação)
Leo-Black (Divulgação)

O chef de bar Leo Black divide o badalado balcão do Brigite´s com o mixólogo Vando Cardoso, no próximo dia 21, a partir de 20h. No encontro, os doisbartenders apresentarão drinques que valorizam a aguardente nacional.

O convidado de honra apresentará três criações (R$30/cada): Nesse samba que eu vou (Yaguara Blended, Limoncello, xarope de açúcar, limão siciliano, maçã verde, hortelã, morangos e amoras), Femme Fatale (Yaguara branca, licor de cassis, xarope de açúcar, limão siciliano, lichia e hortelã) e Delírio Tropical (Yaguara Blended, Jagermeister, xarope de pimenta, siciliano, abacaxi e bitter de laranja). Já Leo Black criou o inédito Rio Antigo, um drinque bem carioca com Yaguara Blended, xarope de rapadura, infusão de camomila e bitter de ervas.

Os dois drinques mais pedidos do cardápio especial ficarão em cartaz até o dia 31 de março.

Léo Black
O carioca de 32 anos trabalha há 19 como bartender e atua no Brigite’s desde que o restaurante abriu, há cinco anos, vindo do bar Carioca da Gema, localizado no Centro do Rio. 

Léo iniciou sua carreira trabalhando como ajudante de garçom no restaurante Caroline Café, no Jardim Botânico e, em seguida, o interesse pelo balcão ultrapassou a vontade de atender as mesas. Assim que surgiu uma vaga para o bar, ele se candidatou e passou a atuar como barback.

Após sua primeira experiência, Léo aprimorou seus conhecimentos com os cursos de bartender e Coquetelaria Avançada do Senac-RJ, e de Coquetelaria Moderna e Mixologia Molecular creditados pela WFA (World Flair Association).

Sua principal característica é a proximidade com o público: “Quando um cliente pede um drink, gosto de falar sobre seus ingredientes, sua história, seu sabor… Surpreendê-lo de alguma forma”. Léo se diz, ainda, contra a “industrialização do bar”, e os ingredientes tropicais são o ponto forte de suas criações: “O Brasil uma grande variedade de frutas, condimentos, aromas e sabores. Gosto muito de explorar as matérias-primas brasileiras, macerando a fruta e extraindo seus aromas”. O método, segundo Léo, aguça o paladar dos consumidores. “Quando os clientes sentem o aroma da fruta fresca, por exemplo, a vontade de tomar o drink aumenta ainda mais”, explica ele.

Léo acredita que a coquetelaria “acordou” novamente no Rio de Janeiro e está em expansão. Porém, ele considera o público brasileiro muito formal quando o assunto é bar: “Quando um brasileiro vai a um restaurante e é convidado a jantar no balcão, ele se assusta. Os europeus, pelo contrário, vão ao bar por vontade própria. O ponto positivo é que, hoje, a cultura de bar está sendo novamente inserida no cardápio do carioca”.

Vando Cardoso
Vando Cardoso, carioca de nascença, amante da coquetelaria, tem 10 anos de experiência dedicados aos balcões, drinks, clientes. Suas última experiências foram em restaurantes incríveis como Bar D’Hotel, Club House, Pobre Juan, Astor e Antiquarius. Hoje Vando é um dos integrantes da equipe da Yaguara e tem como missão desenvolver a categoria cachaça e massificar a coquetelaria no país.

Brigite’s
O Brigite’s completa cinco anos de existência em 2016, mas já figura como um dos bistrô gastronômico mais disputados da Zona Sul do Rio de Janeiro. O cardápio, assinado pelo chef Kiko Faria, tem sotaque italiano. As massas são produzidas na casa, e o frescor dos peixes e dos frutos do mar é valorizado na elaboração dos pratos. Alguns dos destaques do cardápio são: namorado arrosto em crosta de castanha de caju e legumes sautée e o filé mignon com fondant de batatas, aspargos e molho de pimenta. Já a carta de drinks é bem variada, apresentando desde clássicos a ousadas criações assinadas pelo mixólogo Léo Black.

Yaguara
Lançada em 2013, a Yaguara foi criada com a proposta de elevar o status da categoria. Fruto da tradição da quinta geração de uma produção familiar, é concebida artesanalmente na fazenda da família no Paraná e destilada em pequenos lotes na destilaria Weber Haus, em Ivoti – RS, sob a supervisão cuidadosa de Erwin Weimann, master blender da marca no Brasil.

O design da garrafa leva assinatura de Brian Clarke, principal artista de vidro do mundo, que se inspirou no ornamento romano, mais tarde redesenhado por Roberto Burle Marx no calçadão de Copacabana, ícone do Brasil contemporâneo. A Yaguara acaba de ser consagrada a melhor cachaça pelo prêmio mais importante do segmento, o San Francisco Spirits Competition. Ela também foi eleita como “excelente e altamente recomendada” no Ultimate Spirits Challenge – competição em ascensão no ramo, realizada em Nova York. O produto está disponível nos melhores restaurantes e bares de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Londres e NY,  bem como em seletos pontos de varejo e também no e-commerce da marca – http://loja.cachacayaguara.com.br/

Serviço:
Rua Dias Ferreira, 247, loja B – Leblon
Reservas: (21) 2274-5590 (65 lugares).
Metrô a menos de 500 metros? Não.
Horário: segunda, das 19h à 1h. Terças e quartas, das 12h às 16h e das 19h à 1h. Quintas e sextas, das 12h à 1h. Sábados e domingos, das 13h à 1h.
Reserva: até 20h com tolerância de 15 minutos.
Cartões de Crédito: todos, exceto Diners.
Cartões de Débito: todos.
Cartões de Refeição: Não.
Cheque: sim, desde que apresente documento.
Estacionamento fechado? Não. 
Manobrista: Valet, R$ 20.
Couvert? R$ 12.
Couvert artístico? Não.
Vinho em taça? Sim.
Rolha? R$ 60.
Acesso para deficiente físico? Não.
Área para fumantes? Não.
Ar condicionado: Sim.
Menu ou atividades para crianças? Não. 
Entrega em domicílio? Não.
Wireless? Sim.
Número total de endereços: 01.
Aberto em 2011.

DEIXE UM COMENTÁRIO