BIKE se prepara para lançar “Em Busca da Viagem Eterna”, segundo álbum da banda

BIKE, um dos maiores expoentes da nova cena psicodélica, se prepara pra embarcar em mais uma viagem. Dessa vez, eles não querem voltar: depois do sucesso do álbum de estreia, “1943”, a banda prepara o lançamento de “Em Busca da Viagem Eterna”. Já dá pra sentir a brisa chegando. Pra que venha com força, eles lançaram nessa semana uma campanha de financiamento colaborativo na plataforma Catarse, com o intuito de viabilizar todo o processo do novo disco.

O grupo se destacou nacional e internacionalmente, integrando o selo “30th Century Records”, fundado pelo cultuado produtor norte-americano Danger Mouse. No Brasil, já passou pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Goiás e Distrito Federal. Na capital paulista, fez a abertura do Prata da Casa 2016 no Sesc Pompéia e integrou a Virada Cultural 2016.

“Toda essa movimentação gerada pelo lançamento de ‘1943’ transformou as nossas vidas e as nossas rotinas. Passamos grande parte do ano na estrada, reunidos e tocando. O entrosamento musical entre nós foi natural e produtivo. Durante jams, passagens de som e shows, surgiram novos riffs e composições, que resultaram nas músicas que farão parte do próximo álbum”, conta Julito Cavalcante – idealizador de toda essa lisergia musical.

Ao lado de Haffa Buleto, Diego Xavier e Gustavo Athayde, BIKE entra no estúdio Wasabi em julho, acompanhada do engenheiro de áudio Hugo Falcão, pra dar início às gravações. Até aqui, todo o processo de pré produção, produção e gravação está sendo financiado pela própria banda. É a partir daí que a colaboração é importante na viabilização do projeto. Em agosto, durante turnê do grupo pelo Nordeste, o disco estará em fase de mixagem e masterização – esse é o momento em que a ajuda será essencial.

“Durante este ano viajando pelo país, fizemos amigos e conhecemos muitas pessoas interessadas pela nova música independente brasileira, trabalhando ou prestigiando de alguma maneira, fazendo a diferença na cena local. Foi isso que nos inspirou a criar um projeto com real envolvimento entre o público e o artista, como o financiamento coletivo”, completa Julito. Em contrapartida, a BIKE oferece recompensas como discos, pôsteres, camisetas, um show exclusivo e a gravação de uma faixa no estúdio Wasabi. As demais informações estão aqui: https://www.catarse.me/bike

Viajar coletivamente é muito melhor.

DEIXE UM COMENTÁRIO