Berta Loran: 90 Anos de Humor – Uma Homenagem ao Talento de Berta Loran por João Luiz Azevedo

A atriz Berta Loran recebe uma multidão de amigos e fãs no lançamento de seu livro biográfico no dia que comemorou seu 90º aniversário no Oi Casa Grande no Leblon

Berta Loran e Fernanda Montenegro
Berta Loran e Fernanda Montenegro

Nem o temporal que caiu sobre a cidade, na última 4ªf, dia 23 de março, foi capaz de diminuir o brilho da festa que a comediante Berta Loran recebeu do amigo João Luiz Azevedo, autor do livro biográfico e produtor do evento que reuniu atores, diretores, produtores, jornalistas, familiares e fãs, no dia do seu 90º aniversário.

Estavam todos lá. A primeira a chegar foi Fernanda Montenegro que foi abraçada e beijada pela homenageada que, emocionada, agradeceu muito a sua presença.

Em seguida a equipe do programa Fantástico prestou uma linda homenagem a atriz, que trouxe a Vilma Nascimento que participou do programa “O Grande Plano” ao lado da Berta e Elke Maravilha e os personagens que participaram do programa. A homenagem será veiculada no próximo domingo (dia 27/03).

A partir daí, Berta Loran recebeu o carinho de muita gente boa, como os atores Castrinho, Marina Miranda, Rogéria, Jane Di Castro, Bemvindo Sequeira, Fernando Reski, Marco Miranda, Desiree Oliveira, Renato Prieto, Victor Hugo Santiago, Jayme Periard, Moacyr Veiga, Iran Lima, Gilberto Mormorosh, Bia Nunnes, Limachem Cherem, Terezinha Elisa, Sergio Fonta, Cida Moraes, Gina Teixeira, Leda Lucia, Vanessa Fontana, Alexandre Lino, Leiloca, a cantora Ellen de Lima, o compositor de marchinhas João Roberto Kelly, os assessores de imprensa Mauricio Aires e Rogerio Alves, Ligia Pontes, Isabelita dos Patins, o jornalista e escritor Rodrigo Faour, o escritor Raimundo Alberto, o radialista Amaury Santos, os jornalistas Luiz Carlos Lourenço, Marisa Araujo, Graça Paes, Rodrigo Fidalgo, Douglas Face, Ronny Prata, Marco Antônio Henriques, os produtores culturais Sonia Silva, Tiago Morenno, Maria Fernanda Gurgel, os criticos teatrais Rodrigo Monteiro e Marcelo Aouila  e muitos outros.

O Oi Casa Grande foi pequeno para acomodar tanta gente para essa data tão especial: as atrizes Heloisa Périssé e Liane Maya e o radialista Ricardo Campello foram alguns dos convidados que não conseguiram entrar no teatro. Tinha uma fila imensa de artistas e fãs que tentavam entrar no teatro Lotado.

Depois de mais de 2 horas autografando os livros, Berta Loran foi conduzida pelo produtor João Luiz Azevedo para a plateia do teatro onde assistiram juntos, lado a lado, um vídeo onde dezenas de colegas de classe fizeram depoimentos para a atriz: Boni, Mauricio Sherman, Claudia Raia, Fernanda Montenegro, Fernanda Torres, Paulo Silvino, Eliezer Motta, Ari Toledo, Juca Chaves, Cininha de Paula, Bibi Ferreira, Luis Gustavo, Elke Maravilha, Ney Latorraca, Cauã Reymond, Dedé Santana, Marina Miranda, Rodrigo Fagundes, Marcos Oliveira e Rodrigo Sant’Anna, Charles Moeller, Claudio Botelho, Ari Fontoura, Edson Celulare, Arlete Salles, Barbara Heliodora, Claudia Jimenez, David Pinheiro, Débora Bloch, Jô Soares, Leda Nagle, Lucio Mauro, Marcius Melhem, Milton Gonçalves, Murilo Benicio, Nelson Freitas, Renato Aragão, Tereza Rachel, Tom Cavalcante entre muitos outros deixaram sua homengem aos 90 anos da atriz.

Em seguida, inicia o show em homenagem a Berta Loran.

Apresentado pelo ator Fernando Reski, Clarita Paskim, sobrinha da atriz homenageada, sobe ao palco emocionada e com seu tecladista Haroldo Goldfarb apresenta as canções “The Way we Were”, famosa na voz de Barbra Streisand e o clássico idiche  “A Bissele Mazl” em português “um pouquinho de sorte, um pouquinho de felicidade”.

Em seguida o ator-cantor Adren Alves que acompanhado do violonista Lucas Notaro, interpreta, com sua voz de contra tenor, o clássico “Folhetim” de Chico Buarque, imortalizado por Gal Costa que Berta cantou durante muitos anos em seu show “Divirta-se Com Berta Loran”.

Logo depois, entra em cena Jane Di Castro que, ao lado dos músicos Sergio Alvarez (saxofone) e Lucio Mariano (violão) interpretou os clássicos “La Vie en Rose” de Edith Piaf e “Wonderful World” de Loius Armstrong e ao final, cantou o hino “I Will Survive” em ritmo de samba.

O próximo a se apresentar foi o cantor Helcio Hime que homenageou Berta Loran com  os clássicos de Frank Sinatra “My Way” e New York New York” e seguida sobe ao palco Rogéria que interpreta um pout pourri com clássicos de Cole Porter e homenageia Berta Loran com “Pour Vous Avec Amour” (“Para você meu Amor”) de Dani Daraiche. Ao final, sai de cena cantando a capella “La Vie en Rose”. O publico delira.

Logo em seguida, Fernando Reski volta ao palco e anuncia o ator comediante Bemvindo Sequeira, que surpreende a todos, entrando pela platéia e subindo ao palco, diferente de todos os outros artistas que entraram em cena pela coxia.  

Bemvindo começa a tirar sarro com grande número de idosos na plateia, falou sobre os 7 meses que contracenou com a Berta Loran na comedia “Pais Criados, Trabalhos Dobrados” e quando afirmou que havia tido relações sexuais com a atriz em cena nesta comédia, Berta Loran invadiu o palco tirando satisfação com ele:

– Você não me comeu, mas já que estás anunciando, vais ter que me comer agora… foi uma risada só !!!

Berta Loran agradeceu os muitos aplausos e saiu de cena, voltando para a coxia.

Bemvindo ainda contou quase 10 minutos de piadas e causos, aquecendo a plateia para a entrada da grande homenageada da noite: BERTA LORAN!

E ela entrou e o publico a recebeu de pé. Ela agradeceu, pediu silencio e disse que iria declamar o seu poema “Ser Atriz” onde conta as agruras e felicidades de sua carreira artística.

E assim fez, declamou todo poema que termina dizendo:

Ser atriz é ser respeitada, admirada aclamada por um país imenso como é o Brasil.

Ser atriz, enfim. É dar tudo de si pela arte porque em troca a gente é tão abençoada, recebe tanto carinho, tanto amor, que não cabe no céu, no mar, neste chão, mas cabe todo no meu coração.

Ao final a atriz é aplaudida e ovacionada por todos, cantam parabéns pra ela e emocionada, recebe o carinho dos amigos e fãs ali mesmo, no palco do Oi Casa Grande, que foi pequeno para tanto amor, carinho e atenção para essa grande atriz: BERTA LORAN !!!

Na próxima 3ªf, dia 29/03, a partir das 18h, BERTA LORAN estará na Sala Carlos Couto / Teatro Municipal de Niterói para a abertura da Exposição “BERTA LORAN: 90 Anos de Humor” com a curadoria de Teca Nicolau e para a noite de autógrafos de seu livro BERTA LORAN: 90 Anos de Humor – Uma Homenagem ao Talento da Berta Loran por João Luiz Azevedo.

Serviço:
Local: Sala Carlos Couto / Teatro Municipal de Niterói
Rua Quinze de Novembro 35 – Centro – Niterói
Tel. 2620-1624.
Dia 29 de Março 2016.

18h – Abertura da Exposição em homenagem a atriz com curadoria de Teca Nicolau e Lançamento do Livro “BERTA LORAN: 90 Anos de Humor – Uma Homenagem de João Luiz Azevedo ao Talento de Berta Loran”.

19h – Lançamento do Vídeo em Homenagem a Berta Loran.

Do dia 30/03 a 29/05:
De 3ª a 6ªf das 10h às 18h
Sábados e Domingos das 15h às 18h 

Equipe do Projeto “BERTA LORAN: 90 Anos de Humor”

João Luiz Azevedo, jornalista e produtor cultural; autor do livro e produtor do projeto;

Angela Zaremba, fotógrafa;

Dan Strougo, curador e produtor de arte da exposição no Oi Casa Grande;

Teca Nicolau, curadora da exposição que ocupará a Sala Carlos Couto / Teatro Municipal de Niterói do dia 29/03 a 29/05;

Pedro Cadore, Roteirista e Diretor do filme.

DEIXE UM COMENTÁRIO