Artista paulistano Mundano apresenta exposição com fotógrafa Martha Cooper na Áustria

Mostra apresenta parceria dos artistas entre 20 e 23 de outubro em Viena

Depois de estrear em São Paulo entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016 no Red Bull Station, em São Paulo, a exposição da fotógrafa Martha Cooper e do artista Mundano fica em cartaz em Viena, na Áustria, de 20 a 23 de outubro. 

Idealizada pela fotógrafa norte-americana mais importante do cenário de street art mundial em parceria com o projeto Pimp My Carroça, a mostra traz retratos das expedições da artista registrando catadores pelo Brasil e pelo mundo. Os registros foram feitos junto com Mundano, também artista e idealizador do movimento.

O objetivo do trabalho é dar mais visibilidade e voz aos catadores, promovendo o diálogo e reforçando a importância do trabalho que eles desenvolvem, que vai de geração de renda à redução de impacto ambiental.

Na mostra, os visitantes podem ver imagens de catadores registrados em diversos países do mundo.

Mundano é conhecido por juntar arte e ativismo social, dando mais autoestima aos catadores de material reciclável ao pintar com grafites suas carroças e providenciando equipamentos de segurança para esses trabalhadores. O projeto Pimp My Carroça já passou por 14 cidades brasileiras, trabalhando em mais de 300 carroças e mobilizando 250 artistas e 800 voluntários em diversas atividades para conscientizar a sociedade sobre a importância dos catadores de material reciclável e o problema do lixo urbano.

Martha Cooper é fotógrafa documental há mais de 35 anos e uma das responsáveis pela valorização do grafite mundo afora. Ela e Mundano se conheceram na academia do Red Bull Amaphiko, na África do Sul. “Nós fotografamos alguns catadores em Soweto, começamos a trocar e-mails e surgiu a ideia da exposição”, conta Martha.

Por conta disso, a mostra é apresentada pelo Red Bull Amaphiko, programa que iniciou seu trabalho com jovens sul-africanos e brasileiros em 2014 e, em 2015, selecionou 15 pessoas de todo o Brasil com projetos que criam diferentes formas de realizar transformações sociais e que tornem as cidades melhores lugares para se viver.

Ao fazer parte do Red Bull Amaphiko, os participantes seguem numa jornada de um ano e meio de duração, que inclui desde acompanhamento de especialistas em temas como assuntos jurídicos até captação de recursos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui