Arte em regiões de conflito é tema de mesa redonda no Centro de SP

Red Bull Station é palco do "In Place of War", projeto internacional que dá apoio a artistas em zonas de guerras e reviravoltas políticas

No dia 9 de agosto, o Red Bull Station receberá uma mesa redonda aberta ao público com o intuito de discutir arte e o papel dos espaços culturais em locais de guerras e reviravoltas sócio-políticas pelo mundo.

O bate-papo é organizado pelo projeto In Place of War, iniciativa fomentada pela Universidade de Manchester, na Inglaterra, que há mais de dez anos trabalha dando apoio a artistas em zonas de conflitos. O projeto tem diversos parceiros pelo mundo, criando ou tentando criar seus próprios espaços culturais.

Neste encontro, representantes ligados ao universo das artes e da cultura de países como o Afeganistão, África do Sul, Congo, Inglaterra, Tunísia, Venezuela e Zimbábue – além do Brasil – irão se encontrar para trocar informações, pensar parcerias e discutir como colaborar uns com os outros.

O principal objetivo do evento é formalizar uma rede global de espaços culturais em regiões de conflito e investigar as funções e desafios destes locais, olhando tanto para instituições estaduais quanto para espaços comunitários.

Serviço:

Mesa Redonda – In Place of War
Data: 09/08 (terça-feira)
Horário: das 20h às 22h
Local: Auditório do Red Bull Station (Praça da Bandeira, 137 – Centro)
Ingressos: Evento gratuito*
*é necessário chegar no local com 1h de antecedência para retirar os ingressos. Entrada sujeita à capacidade do local.

Sobre o projeto In Place of War:
Atuando em zonas de violência e conflito pelo mundo todo, o projeto In Place of War tem construído um movimento criativo e uma plataforma em rede cuja maior missão é criar oportunidades e permitir que vozes sejam ouvidas.

Com palavras, ações e música, a iniciativa, fomentada pela Universidade de Manchester (Inglaterra), abre novos espaços criativos para dividir histórias, abrigar participantes e fomentar a resistência criativa. A partir destes pilares, os participantes do In Place Of War trocam ideias, insights e discutem maneiras de mudar suas comunidades.

Desde seu início, o projeto empodera comunidades e cria organizações sustentáveis e mudanças sociais por onde passa. O programa já organizou mais de 100 eventos pelo mundo, passando por países como Uganda, Zimbábue, Bósnia, Jordânia, Líbano, Tunísia, Palestina, Argélia, Marrocos, Egito e África do Sul.

DEIXE UM COMENTÁRIO