Anitta lança Bang Tour no Barra Music

Nova turnê trará mistura de singles de sucesso e músicas gravadas com participações especiais no último álbum. Coreografias e arranjos musicais inéditos serão o grande destaque dos shows.

Na próxima quinta-feira, dia 07 de abril, o público carioca conhecerá a “Bang Tour” – nova turnê de Anitta que percorrerá todo o país levando os sucessos do recente álbum lançado pela cantora. O show de estreia acontecerá no Barra Music, no Rio de Janeiro, a partir das 23h e contará com a participação de Nego do Borel, Vitin (Vitor Hugo, vocalista da banda Onze:20), Jhama, Cone Crew Diretoria e Projota, que formam o time de parceiros do último CD.

Ao contrário das turnês anteriores, esta trará shows que minimizam o cenário e colocam em primeiro plano as coreografias e arranjos inéditos das músicas de Bang. Nessa tarefa, Anitta contou com o trabalho do cinegrafista Zé Carratu, com quem trabalhou pela primeira vez na gravação do DVD “Meu Lugar”. “A ideia foi fazer um cenário simples que destacasse a banda e o ballet. As pessoas não vão ficar se ocupando com efeitos e, sim, com a música e com a dança”, explica a cantora.

O repertório será composto por hits como “Deixa ele sofrer”, “Bang”, “Show das Poderosas”, “Na Batida” e “Ritmo Perfeito”, fazendo um mix entre canções consagradas da carreira da artista e produções novas que já conquistaram o público. Ainda entram na lista “Essa mina é louca”, “Cravo e Canela”, “Gosto assim”, “Sim” e “Pode chegar”, gravadas com participações especiais que também se apresentarão ao lado da cantora no show de lançamento da turnê.

O figurino é assinado por Alexandre Hercovitch e foi pensado em parceria com a stylist Carol Roquete para garantir a liberdade de movimento durante as coreografias. A cor principal é o preto, com pontos metalizados. “Eu só especifiquei que eu precisava me movimentar muito e a criação ficou por conta do Hercovitch. Ele me deu vários croquis e eu escolhi os que eu mais gostava” conta Anitta.
O álbum Bang

Eclético: essa é a principal característica de “Bang”, o terceiro álbum da carreira de Anitta. Com inovações musicais e gráficas, o disco reúne um repertório de canções inéditas, a maioria delas compostas pela cantora em parceria com os produtores Umberto Tavares e Jefferson Júnior. Quem comanda a concepção estética é o diretor de arte Giovanni Bianco, também responsável pelo clipe do single que dá nome ao CD.

Neste trabalho, as referências rítmicas vão do pop ao hip hop, sem abandonar o funk que acompanha Anitta desde o início de sua trajetória musical. “No álbum tem de tudo! Tem rap, reggae, baladinha, pop, funk, hip hop… é muito eclético. Misturei vários ritmos, até uma levada de samba-rock”, revela, entusiasmada.

“Bang” foi idealizado e preparado durante um ano por Anitta e sua equipe, que não mediram esforços para dar ao álbum o melhor acabamento. Ao todo, as 15 músicas inéditas (incluindo os singles “Deixa ele sofrer” – também em versão acústica – e “Bang”) somam aproximadamente uma hora de duração.

Para a cantora, o trabalho é um marco: “Esse disco apresenta uma nova Anitta, com uma nova linguagem e para todas as idades. É uma virada de página na minha carreira. Queria mostrar o poder de um acerto no alvo. Por isso escolhi fazer um álbum múltiplo, com músicas bem diferentes entre si”, explica.

Para ajudar a transmitir toda a força do disco, Anitta decidiu convidar parceiros igualmente poderosos para gravar algumas das canções. Nego do Borel, Vitin (Vitor Hugo, vocalista da banda Onze:20), Jhama, Dubeat e Cone Crew formam o time masculino de participações em “Bang”, todas escolhidas pela própria cantora.

DEIXE UM COMENTÁRIO