O teatro vai pedir passagem durante duas semanas no município de Queimados, garantia certa de muita arte, diversão e criatividade. Um dos maiores eventos culturais da Baixada Fluminense, o “Festival de Teatro de Queimados” chega à sua sétima edição com 25 espetáculos, que serão apresentados de graça, entre os dias 10 e 24 de setembro. A seleção das peças foi feita pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, após avaliação técnica dos projetos inscritos no site institucional. Entre os grupos, três são companhias do próprio município (Grupo Teatral Florescer, Cia. de Teatro Mestre dos Bonecos e Encenart). A programação inclui também capacitação cultural com palestras, oficinas e debates.

Os 25 espetáculos, que incluem comédias, infantis, drama e musical, serão apresentados em diversos pontos da cidade, são eles: no Teatro Municipal Marlice Margarida Ferreira da Cunha (Avenida Vereador Marinho Hemetério Oliveira, s/n° – Vila Pacaembu), no Ginásio Municipal de Esportes (ao lado do Teatro Municipal), no Cineteatro Delcy de Souza (Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) – Rua Macaé, n° 430 – São Roque), na Praça Nossa Senhora da Conceição (Centro) e nos Condomínios Ulisses Guimarães (Estrada Padre José de Anchieta, n° 479 – São Jorge) e Valdariosa (Rua Figueira dos Santos s/n° – Valdariosa).

Booking.com

Idealizador do Festival, o prefeito de Queimados, Max Lemos, estima que mais de 20 mil pessoas assistam às apresentações.  “O festival se tornou um diferencial na região. Tenho muito orgulho de contribuir com o desenvolvimento cultural da minha cidade. Em nossa gestão, conseguimos inaugurar o Cineteatro Delcy de Souza, um importante equipamento cultural, que fará a sua estreia no festival. Estamos fazendo de tudo para levar diversão e arte para toda a parte da cidade e de forma gratuita”, comentou.

Entrada por ordem de chegada
De acordo com o secretário municipal de Cultura, Leandro Santana, as entradas serão por ordem de chegada e as senhas poderão ser retiradas uma hora antes de cada apresentação, sujeito à lotação. “É muito legal ver a quantidade enorme de grupos interessados em participar do nosso festival. Fizemos de uma maneira democrática e avaliamos cada grupo com muito cuidado e critério. Foram mais de 200 inscritos e este ano teremos um diferencial de encerramento que será apresentação de um musical. Além disso, também teremos cursos de capacitação cultural”, adiantou.

Família unida no palco
Integrante do grupo Teatral Florescer, atriz Flávia Suzane, fala sobre a valorização grupos e artistas locais no evento. “Participamos do festival de 2011. É importante para os grupos daqui participarem. Serve de estímulo e incentivo a mais para quem vive do teatro. Além disso, nossas apresentações são educativas e voltadas para o público infantil. Para mim, o maior reconhecimento disso tudo é quando as famílias levam seus filhos para assistirem as peças”, disse Suzane, que atua com a irmão Alice D’Moura e sua própria mãe Inês Miguel no espetáculo SOS Trânsito. A peça trata de forma educativa sobre os perigos do trânsito de forma criativa e bem humorada.    

Confira a programação completa e a sinopse de cada apresentação no documento em anexo.

[download id=”82528″]
Booking.com