A Outra Casa, com Helena Varvaki, estreia no Rio

O espetáculo inédito no Brasil tem direção de Manoel Prazeres

Outra Casa (foto: Guido Argel)
Outra Casa (foto: Guido Argel)

A vulnerabilidade do ser humano diante dos transtornos da memória é o ponto de partida para o desenvolvimento de um thriller emocional elaborado pelo autor norte-americano Sharr White em A Outra Casa, que estreia dia 27 de fevereiro, de sexta a domingo, às 19h, no Centro Cultural Justiça Federal. Pela primeira vez no Brasil, o espetáculo conta a história de uma neurologista de sucesso que se vê desafiada pelos próprios lapsos de memória. O espetáculo vai sendo construído através de um quebra-cabeça que envolve protagonista, público e personagens desde a primeira cena.

O projeto chegou às mãos da atriz Helena Varvaki em 2015, pelas mãos de Marjorie Estiano e do tradutor Diego Teza. A atriz, que acaba de ser premiada pela sua personagem Enfermeira Ratched, em Um Estranho No Ninho (de Dale Wasserman e direção de Bruce Gomlevsky), se encantou pelo projeto e convidou Gabriela Munhoz, que foi preparada por Helena no longa Vidas Partidas, de Marcos Schechtman (com estreia prevista para março deste ano), para atuar no espetáculo. Em seguida chamou o marido Manoel Prazeres para dirigi-las continuando nos palcos a parceria profissional iniciada em 1987 com a fundação do Teatro Kairos. Juntos escolheram o resto do elenco formado pelos atores Alexandre Dantas e Daniel Orlean, que também assina a assistência de direção.

Juliana Smithton, uma neurologista de sucesso, tem um lapso de memória na apresentação para uma plateia de médicos de um novo remédio desenvolvido por ela. A partir deste episódio ela vai sendo impulsionada a rastrear sua lucidez. Este rastreamento é feito através de embates com seu marido, com sua médica, com as lembranças de sua filha desaparecida e consigo mesma. No decorrer da trama, o espectador vai sendo levado, junto com a protagonista, à compreensão do que está de fato ocorrendo. Ele é convidado a montar o quebra-cabeça, acompanhando a trajetória de aceitação e transformação de Juliana ao relembrar e assimilar os acontecimentos de seu passado.

Sinopse
Uma neurologista de sucesso tem um lapso de memória numa apresentação para uma plateia de médicos. A partir deste episódio ela vai sendo impulsionada a rastrear sua lucidez através de embates com seu marido, sua médica, com as lembranças de sua filha desaparecida e consigo mesma.

Ficha Técnica:
Texto: Sharr White
Tradução: Diego Teza
Direção: Manoel Prazeres
Assistente de Direção: Daniel Orlean
Elenco: Helena Varvaki, Alexandre Dantas, Gabriela Munhoz, Daniel Orlean
Cenografia: Doris Rollemberg
Figurinos: Leticia Ponzi
Iluminação: Renato Machado
Trilha sonora: Rick Yates
Captação de imagens: Rodrigo Turazzi e Renaud Leenhardt
Edição de vídeo: Rodrigo Turazzi
Fotografias: Guido Argel
Programação visual: Flavio Luiz Pereira
Direção de produção: Rafael Fleury e Manoel Prazeres
Administração: Rosa Ladeira
Realização: Helena Varvaki, Gabriela Munhoz, Daniel Orlean e LMPR
Serviços Tecnológicos e Culturais Ltda
Divulgação: Lu Nabuco Assessoria em Comunicação

Serviço:
Estreia: 27 de fevereiro de 2016
Horário: Sextas, sábados e domingos às 19h
Temporada: de 27 de fevereiro a 3 de abril – EXCEPCIONALMENTE DIA 25 DE MARÇO NÃO HAVERÁ APRESENTAÇÃO
Teatro: Centro Cultural Justiça Federal
Endereço: Av. Rio Branco, 241 – Centro
Preço: R$ 40,00 (inteira) / R$20,00 (meia)
Bilheteria: (21) 32612565
Horário da Bilheteria: de quarta a domingo, das 16 às 19h
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 16 anos
Gênero: Drama

DEIXE UM COMENTÁRIO