The Baggios lança “Brutown”, terceiro disco da carreira do duo sergipano

Capa
Capa

Criada em 2004 na cidade de São Cristóvão, Sergipe, a banda The Baggios é uma das mais inventivas da atualidade, tanto pelo blues rock cheio de personalidade, como pela curiosa formação; Julio Andrade (guitarra e voz) e Gabriel Carvalho (bateria). O duo tem colecionado elogios pelo mundo por suas apresentações viscerais e originalidade em seus álbuns, que trazem timbres clássicos e mesclam muito bem riffs blueseiros com o peso do rock setentista e a música brasileira.

Em “Brutown”, seu terceiro álbum de estúdio, o The Baggios traz como conceito uma cidade que beira o caos e aborda temas que dialogam com o cotidiano do Brasil e do mundo. Com referências de sua cidade natal, o clima denso do disco é anunciado por “Estigma” e “Brutown”, que falam sobre violência e tempos sombrios, já em “Sangue e Lama” a banda retrata a tragédia de Mariana (Minas Gerais) e o massacre no Bataclan, em Paris. Produzido por Felipe Rodarte e pela própria banda no lendário Estúdio Toca do Bandido (RJ), é notável uma sonoridade ainda mais madura, novas experimentações e elementos. Com a necessidade de seguir novas direções e  ampliar as possibilidades nos arranjos, saindo da zona de conforto da “guitarra/bateria”, a banda convidou o músico Rafael Ramos (teclas e baixo) para somar nas gravações do disco, dando mais peso e novas texturas.

Booking.com

O The Baggios também convidou artistas que são influências para eles de alguma maneira; Jorge Du Peixe (Nação Zumbi), canta em “Saruê”, Fernando Catatau (Cidadão Instigado), toca guitarra em “Soledad”, Emmily Barreto (Far From Alaska), empresta sua voz para “Estigma”, Gabriel Thomaz e Erika Martins (Autoramas) fazem backing vocal em “Desapracatado”.  Além deles, Felipe Ventura (Baleia) toca violino e fez arranjo de cordas em “Soledad” e “Miquin”.

The Baggios (foto: Snapic)
The Baggios (foto: Snapic)

Breve histórico
Com três álbuns, três EP’s e um DVD ao vivo, o The Baggios ganhou em 2010 o Prêmio Nacional da ARPUB com a música “Em Outras”, tem clipes veiculados em diversos canais especializados e citações em jornais do Brasil e do mundo. Seus dois álbuns de estúdio marcaram presença em dezenas de listas de “Melhores do Ano”, e a música “Sem Condição” foi eleita pela revista Rolling Stone como uma das melhores de 2013.

Em 2016 foi uma das atrações do Festival Lollapalooza. Suas turnês passaram por mais de cinquenta cidades brasileiras, e recentemente pelo México, onde fizeram seis apresentações e ganharam destaque na mídia local. O duo vem se apresentando em grandes festivais do país, como Virada Cultural de São Paulo, Festival Porão do Rock e Porto Musical, além de ter se apresentado em casas de shows consagradas como o SESC Pompeia, considerado o berço do Rock Brasileiro.

Ficha Técnica

Produzido por The Baggios e Felipe Rodarte.

Todas as músicas foram escritas por Júlio Andrade e editadas por Toca Discos.

Gravado em Junho de 2016 no Estúdio Toca do Bandido, Rio de Janeiro, Brasil.
Masterizado por Felipe Tichauer no Red Traxx Mastering, Miami, EUA.

Mixagem por Leo Airplane, Sergipe, Brasil.

Direção Artística por Constança Scofield.

Gravações adicionais no Mojo Estúdio (SE), PIPA Studio (SP),  Estúdio Gritaria Mix & Master (SP).

The Baggios 

Julio Andrade: Guitarras, Vocais e Baixo
Gabriel Carvalho: Bateria

Músico Convidado
Rafael Ramos: Teclas, Backing Vocal e Baixo

Participações
Emmily Barreto: Vocal em “Estigma” (Participação gentilmente cedido pelo selo Elemess)
Gabriel Thomaz e Érika Martins: Backing Vocals em “Desapracatado”
Lara Celi e Winnie Souza: Backing Vocals em “Brutown”, “Sangue e Lama” e “Vivo Pra Mim”
Jorge Du Peixe: Vocal em “Saruê”
Felipe Ventura: Violinos em “Miquin” e “Soledad”
Fernando Catatau: Guitarra em “Soledad”
Mario Augusto: Saxofone em “Estigma” e “Vivo Pra Mim”
André Lima: Trompete em “Estigma” e “Vivo Pra Mim”
Mary Barreto: Percussão em “Padece Ser” 

Pintura e arte gráfica por Neilton Carvalho
Fotografia do encarte por Snapic