Maracujá: muito mais que um calmante

Você é aquele tipo de pessoa que acredita que o Maracujá serve apenas como calmante? 😀 Então vai se surpreender quando eu te contar que ele vem sendo utilizado como um ótimo bloqueador de gordura. Esta funcionalidade é ativada quando se produz a farinha da casca do maracujá. Quem diria, e você jogando esta beleza fora.

Segundo um estudo comandado pelo químico e pesquisador Armando Sabaa Srur, da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a farinha contem 20% de uma substância chamada pectina. No estômago, ela se transforma em uma espécie de gel não digerível, provocando sensação de saciedade.

Outra coisa muito importante: a fibra presente na farinha de maracujá promove uma grande limpeza no organismo, ajudando a eliminar as toxinas que prejudicam o funcionamento dos órgãos e, em consequência, desequilibram o metabolismo.

Para que tenha efeito garantido, é importante consumir diariamente, de preferência uma colher de sopa antes das três principais refeições, e beber no mínimo 2 litros de água por dia – já deve ter ouvido isto antes, com certeza. Além, é claro, de evitar alimentos gordurosos e praticar alguma atividade fisica.

Prepare a sua própria farinha

  • Lave e mergulhe seis maracujás por 20 minutos numa mistura de água com bicarbonato de sódio (1 colher de sopa por litro) ou vinagre. Volte a passá-los em água corrente;
  • Corte-os ao meio, retire a polpa e guarde para fazer suco, pudim (fica uma delícia) ou outra receita;
  • Corte a casca em tirinhas, ponha numa assadeira e asse em forno médio por cerca de 30 minutos ou até que fiquem sequinhas. Espere esfriar;
  • Bata no liquidificador (ou passe no processador) até obter uma farinha;
  • Passe pela peneira e guarde num recipiente limpo e tampado.

 

Sem Título-1

DEIXE UM COMENTÁRIO