Bando de Teatro Olodum apresenta o espetáculo “Dô”

Peça estreia no dia 19 de dezembro, no Teatro Dulcina, e mistura elementos das culturas japonesas e africanas

Bando (ffoto: João Millet Meirelles)

O Bando de Teatro Olodum encerra a ocupação “Nova Dramaturgia da Melanina Acentuada” com chave de ouro, nos dias 19 e 20 de dezembro, às 19h, no Teatro Dulcina. Com direção do japonês Tadashi Endo, o grupo estrela o espetáculo “Dô”, pela primeira vez no Rio de Janeiro.

Misturando heranças africanas e japonesas, “Dô” – palavra japonesa que significa “movimento” – é uma criação conjunta do Bando de Teatro Olodum com o mestre do Butô (estilo de dança-teatro japonês), Tadashi Endo. A peça trata da transformação da história individual, da identidade, em energia e será um diálogo entre a contenção da arte japonesa e a explosão de energia afro-baiana.


A ideia do espetáculo surgiu quando o coreógrafo japonês esteve em Salvador para o Festival Internacional Vivadança, em 2014. Ao assistir ao espetáculo “Cabaré da Rrrrraça”, Endo ficou impressionado com a energia dos atores e externou sua curiosidade a Marcio Meirelles, diretor artístico do Teatro Vila Velha, do qual o Bando é um dos grupos residentes. A conversa resultou em um convite para que Endo descobrisse as raízes dessa “energia” trabalhando com o grupo. O projeto foi contemplado pelo Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz, em 2011.

DÔ - Bando Olodum (foto: João Millet Meirelles)
DÔ – Bando Olodum (foto: João Millet Meirelles)

Ficha Técnica
Concepção e direção: Tadashi Endo
Texto e roteiro: Tadashi Endo e Bando de Teatro Olodum
Assistente de direção: Chica Carelli
Música original: Jarbas Bittencourt
Canções: Dream a little dream (Fabian Andre , Wilbur Schwandt e Gus Kahn) com Louis Armstrong e Ella Fitzgerald e Um canto de Ifá (Ythamar Tropicália e Rey Zulu) com Virgínia Rodrigues

Figurino: Tadashi Endo + Elenco
Espaço cênico: Marcio Meirelles
Iluminação: Rivaldo Rio
Elenco: Ednaldo Muniz, Elane Nascimento, Fábio Santana, Leno Sacramento, Ridson Reis, Sérgio Laurentino, Valdinéia Soriano
Filmagem e edição dos vídeos: Rafael Grilo / Rogério Vilaronga
Operação de vídeo e áudio: Rafael Grilo
Contraregra: Garlei Souza
Fotografia: João Milet Meirelles
Duração : 60 MIN
Classificação Indicativa: 14 ANOS

“DÔ”
19 e 20 de dezembro, sábado e domingo, às 19h
Teatro Dulcina: Rua Alcindo Guanabara, 17 – centro
CEP: 20031-130 – Rio de Janeiro.
Email – teatrodulcina@funarte.gov.br
Tel: 21) 2240-4879
Capacidade – 429 pessoas  
Metrô Estação Cinelândia
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (espetáculos adulto) e R$ 10,00 e R$ 5,00 (espetáculos infantis)
Funcionamento da bilheteria: 14h às 19h

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui