Dia Nacional de Combate ao Câncer

Saiba mais sobre a doença com histórias verídicas de superação e cura

A vida é feita de pontes. Só assim é possível transpor o abismo que separa duas etapas de uma vida”. Esta é uma das frases de Larissa, uma das quatro personagens do livro ‘Criando Pontes para a Cura’ do onco-hematologista Celso Massumoto. Com esta simbologia, o médico e escritor relata a experiência de quatro mulheres que travaram uma corajosa batalha contra uma doença chamada linfoma de Hodgkin e venceram.

O livro conta com a sensibilidade do autor e médico para relatar as várias etapas do tratamento, enfrentamento da doença, dores e angústias que permeiam o processo. Também mostra a força interior, o apoio e o carinho dos familiares e principalmente o desejo, forte e permanente, da cura das personagens Larissa, design e missionária, hoje com 27 anos;  Ana Paula professora de Educação Física, 34 anos; Doroti, contadora, 55 anos; e Amanda advogada, 33 anos.

Cada uma delas tinha um objetivo em sua vida e foi este estímulo que as manteve forte e confiante no tratamento. Elas conseguiram enxergar pontes e construir o caminho para chegar ao outro lado, realizando seus sonhos e, principalmente, encontrando a cura.


 

Celso Massumoto (CRM 48.392), doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), é médico onco-hematologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e membro do Comitê Científico da Associação Brasileira de Leucemia e Linfoma (Abrale), na capital paulista. Publicou Células-Tronco — Como Coletar, Processar e Crioprocessar (Atheneu), Como Viver em Harmonia com o Câncer e, o mais recente, Criando Pontes para a Cura.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui